terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

SINAIS DE ESPERANÇA

Num mundo onde predomina
Violência e terrorismo
Ódio, inveja, intolerância
Guerra, ambição, egoísmo
Por haver tanta maldade
Cresce a desumanidade
E se falta segurança
Poucos fazem caso disso
Mas em meio a tudo isso
Há sinais de esperança.

Vê-se os dias atuais
Piores que os de antes
Posturas incoerentes
Por parte dos governantes
Democracia falida
Um país que se endivida
E o progresso não alcança
Falta quem o organize
Porém nesse mar de crise
Há sinais de esperança.

O desemprego é enorme
Em toda a nossa nação
Sofremos com o desgaste
De uma fraca educação
Há na saúde a carência
Pela falta de assistência
Tem jovem, idoso e criança
Direitos sem garantia
Que isso melhore um dia
Há sinais de esperança.

Com tantas crises constantes
Que ao país espezinha
Sempre é a esperança
A última a sair da linha
Aqui ou noutro lugar
Não deixemos de esperar
Por eventual mudança
Mesmo entre dor e gemido
Nunca tudo está perdido
Há sinais de esperança.

Autor: Zé Bezerra




NÃO CONSEGUE QUEM NÃO LUTA

Quem não tem objetivos
Não pense em alcançar glória
É mediante o esforço
Que se obtém vitória
Tem gente que se encanta
Ao cultivar uma planta
Pra dela colher a fruta
Entre crentes e ateus
Neste mundo de meu Deus
Não consegue quem não luta.

Todo aquele que se esforça
E organiza seu plano
Trabalhando com afinco
Segue em frente a cada ano
De lutar não abre mão
Sua determinação
Reforça sua conduta
Pra que não haja desvios
Mesmo havendo desafios
Não consegue quem não luta.

Se o sujeito é preguiçoso
Descrente e desanimado
Desse jeito raramente
Pode obter resultado
De algo que às vezes pensa
Existindo indiferença
Se gritar ninguém escuta
É bom a gente saber
Que todos podem vencer
Não consegue quem não luta.

Não escreve quem não lê
Não discursa quem não fala
Não crê quem não possui fé
Não medita quem não cala
Não sabe quem não aprende
Não tem lucro quem não vende
Não ganha quem não disputa
Não recebe quem não doa
Não ama quem não perdoa
Não consegue quem não luta.

Autor: Zé Bezerra



segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

NÃO DEVEMOS TEMER A UTOPIA
















Quem espera na vida sempre alcança
Os efeitos daquilo que deseja
Mesmo que de algum modo tudo seja
Conseguido aos poucos com tardança
No entanto, o impulso da esperança
Faz com que vá surgindo uma energia
Esse tipo de força é garantia
De uma proximidade do real
Mesmo sendo distante o ideal
Não devemos temer a utopia.

O desejo e a força de vontade
Às tarefas diárias dão coragem
Se acaso vier a desvantagem
Reduzindo o vigor pela metade
A certeza de ter realidade
Pra quem não desanima e só confia
É farol que acende a cada dia
E se a meta é difícil de alcançar
Pra que não desistamos de sonhar
Não devemos temer a utopia.

Não podemos ficar amedrontados
Enfrentando imbróglios enfadonhos
Temos que batalhar por nossos sonhos
Pra que venham a ser concretizados
Quando não alcançamos resultados
Outra etapa de lutas inicia
Em lugar do desânimo, a alegria
Traz alento em momentos mais sombrios
Se for para encarar mais desafios
Não devemos temer a utopia.

Pra o projeto de vida estar de pé
Ninguém pode estar sendo inconstante
Então pra se manter perseverante
É preciso ter garra, força e fé
Vendo a realidade como é
Sem deixar se iludir por fantasia
O saudoso Dom Helder já dizia
Que o que vale é sonhar em mutirão
Para ter a conquista em nossa mão
Não devemos temer a utopia.

Autor: Zé Bezerra


sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

QUANDO TORTURAM A VERDADE














Um festival de mentiras
Pelo mundo se propaga
Enquanto que  a verdade
Por tudo isso é quem paga
Com interesses escusos
As mídias fazem seus usos
Em rápidas repercussões
De forma desenfreada
A verdade é torturada
Na guerra de informações.

As Fake News estão
Por aí viralizando
O pior é tanta gente
Nisso tudo acreditando
A verdade é agredida
Escanteada, esquecida
Com isso os charlatões
Não têm escrúpulo com nada
A verdade é torturada
Na guerra de informações.

Há engodo em todo canto
Tem falsidade em perícia
Pessoas prejudicadas
Devido falsa notícia
Para os que não conhecem
Os boatos prevalecem
Por muitos espertalhões
Tem muita gente enganada
A verdade é torturada
Na guerra de informações

É bastante pertinente
Que se tenha senso crítico
Vendo-se os noticiários
Com um olhar analítico
O que tanta gente faz
Pelas redes sociais
Por tantas enganações
A massa é tripudiada
A verdade é torturada
Na guerra de informações.

Autor: Zé Bezerra









sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

O ALVORECER DA VIDA
















Preste atenção e perceba
Olhando em direção certa
O despontar de uma vida
Igual uma porta aberta
No começo da existência
Envolto na inocência
O ser que ao mundo se lança
Nem sabe se está vivendo
Veja a vida alvorecendo
No sorriso da criança.

Olhe que em tenra idade
Se não ocorre empecilho
A vida estando em princípio
É astro que mostra um brilho
Encantador, refulgente
O seu clarão atraente
Com luzes de esperança
Fascina quem está vendo
Veja a vida alvorecendo
No sorriso da criança.

O sorriso do guri
Meigo e enternecedor
Transmite paz e ternura
Serenidade e amor
Vai palmilhando sem pressa
Essa vida que começa
Incorporando mudança
E a cada dia crescendo
Veja a vida alvorecendo
No sorriso da criança.

É semente que germina
Rachando a face do chão
Corola que forma pétalas
Rosa que sai do botão
Uma mente embrionária
Com evolução diária
Sobe ao cume tudo alcança
Conforme vai entendendo
Veja a vida alvorecendo
No sorriso da criança.

Autor: Zé Bezerra







segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

IMPORTANTE É...















Importante é descobrir
Que a vida exige mudança
Que a inocência é visível
No olhar duma criança
Que crer no Senhor Javé
É revestir-se de fé
E munir-se de esperança.

Importante é confiança
Que traz credibilidade
Quem possui essa virtude
Só prioriza a verdade
Vai a  todos os lugares
Sustentado nos pilares:
Amor, paz e liberdade.

Importante é amizade
Que da graça é revestida
Os relacionamentos
É ela quem consolida
Uma amizade pura
É o elixir que cura
Diversos males da vida.

Importante é a subida
Da montanha para ver
No vídeo do infinito
A mão de Deus escrever
Uma mensagem de amor
Dizendo ao pecador
O que ele deve fazer.

Importante é perceber
Que a vida só convém
Se vivida em plenitude
Ou seja, em função do bem
Tendo princípios cristãos
E feliz, se seus irmãos
Forem felizes também.

Importante é pensar bem
Sem pesadelos medonhos
Distante de pessimismos
E desânimos enfadonhos
Estando firme a lutar
Com coragem pra sonhar
E realizar os sonhos.

Importante é ser risonho
Tendo caráter e prudência
Personalidade e ética
Humildade e paciência
Com todos sendo benquisto
E ao seguimento de Cristo
Preservar a coerência.

Autor: Zé Bezerra




domingo, 26 de janeiro de 2020

NOVA AURORA















Quando estamos começando
Um trabalho planejado
Talvez que o objetivo
Possa ou não ser alcançado
Pra não faltar esperança
Temos que ter confiança
Mesmo existindo demora
Não vamos desanimar
E cada dia esperar
A vinda da nova aurora.

A aurora nos indica
Um caminho a ser seguido
Por ela é que vislumbramos
Nosso plano definido
E assim tendo coragem
Vamos achando a passagem
Pra seguir estrada afora
Aonde queremos ir
Associando o porvir
À vinda da nova aurora.

Aguardar um novo tempo
Tendo o foco no futuro
Visando com otimismo
Chegar a um porto seguro
Com um bom planejamento
Estar sempre mais atento
A tudo que ocorre agora
Vendo o mundo como é
E aguardando com fé
A vinda da nova aurora.

O tempo que há de vir
O qual por ele esperamos
Vai chegando normalmente
À estação que paramos
Para evitar pesadelo
O melhor é recebê-lo
Qualquer dia e qualquer hora
Com a luz da alma acesa
Pra não nos causar surpresa
A vinda da nova aurora.

Autor: Zé Bezerra


sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

CULTURA HOLANDESA NO RN














Há cultura da Holanda
No Rio Grande do Norte
No alto de uma serra
Dando ao turismo suporte
Uma atração que se expande
À Pousada Pedra Grande
Gente de muitos lugares
Vêm pra ver tanta beleza
Uma cultura holandesa
Em recantos potiguares.

Entre Serra de São Bento
E Monte das Gameleiras
Está uma arquitetura
Em moldagens estrangeiras
Interessantes chalés
Ao todo são mais de dez
Circundados por pomares
Encantos da natureza
Uma cultura holandesa
Em recantos potiguares.

É um lugar fascinante
Diferente dos demais
Próprio pra quem admira
As belezas naturais
Lá você que é turista
Não pode perder de vista
Com os seus familiares
Dessa estrutura, a grandeza
Uma cultura holandesa
Em recantos potiguares.

Ali ao entardecer
Nos encanta o arrebol
Ao contemplar dos mirantes
O belíssimo por do sol
Quando a aurora vai surgindo
É bom despertar ouvindo
Com seus harmônicos cantares
Canário, azulão, burguesa
Uma cultura holandesa
Em recantos potiguares.

(Zé Bezerra)

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

SOZINHO NA MULTIDÃO

















Junto com muitas pessoas
Numa avenida eu estava
Via ali muitas caras
Mas ninguém pra mim olhava
Senti-me incomodado
Permanecendo calado
Tomei logo a decisão
De ir pra outro lugar
Pois não queria ficar
Sozinho na multidão.

Ao show de um cantor famoso
Fui uma vez assistir
Num clube superlotado
Muita gente a aplaudir
As belas músicas cantadas
Vi pessoas empolgadas
Vibrando de animação
Mas eu nem me animei
Só porque ali fiquei
Sozinho na multidão.

Certa vez marcava um bingo
Em um lugar mais além
De tantos que ali estavam
Não conhecia ninguém
Ali naquele momento
Ao jogo ficava atento
Cartela e lápis na mão
Só ao locutor ouvia
Desse jeito me sentia
Sozinho na multidão.

Lá na Arena Paulista
Quase perco as estribeiras
Quando assistia a um clássico
Entre Santos e Palmeiras
Aquelas duas torcidas
Frenéticas, enlouquecidas
Faziam tremer o chão
Eu sem torcer por nenhum
Findei sendo o número um
Sozinho na multidão.

Então no meio de muitos
Tive sensação ruim
Sem conversar com ninguém
Sem ninguém olhar pra mim
Achei aquilo enfadonho
Ficando um pouco tristonho
Eu cheguei a conclusão
Que isso é coisa que passa
Mas não tem nenhuma graça
Sozinho na multidão.

Autor: Zé Bezerra