sexta-feira, 29 de março de 2024

CRER NA RESSURREIÇÃO

 O cristão precisa estar

Com a fé comprometido

Acreditando que Cristo

Por ter a morte vencido

Ressuscitou para dar

À vida o maior sentido.


Se a rota alguém tem seguido

Da bruta incredulidade

Mas quando os olhos se abrem

À pura realidade

Vê que a ressurreição

É inconteste verdade.


Sabemos que há liberdade

Para acreditar ou não

Mas Jesus diz: "Quem não crer 

Terá a condenação"

Por isso, é estranho alguém

Não crer na ressurreição.


É esquisita a razão

De quem declara-se ateu

Passando a ignorar tudo

Que com Jesus ocorreu

Negando o seu nascimento

E que Ele na cruz morreu.


Feliz quem não viu e creu

Diferente de Tomé

Quem crer no ressuscitado

Cai, mas fica logo em pé 

E com alegria dá

Seu testemunho de fé.


No Homem de Nazaré

A fé é fundamentada

Jesus é luz para o mundo

Indicando a boa estrada

Enquanto a ressurreição

Faz a vida renovada.


Do túmulo a pedra é rolada

E outro horizonte vemos

Aleluia, o Cristo vive

Hinos de glória cantemos

Jesus foi ressuscitado

Também ressuscitaremos.


Autor: Zé Bezerra





terça-feira, 19 de março de 2024

A BOA MÚSICA

A boa música provoca

Uma sensação no peito

Fica o ego satisfeito

Ao som de quem canta e toca

A tristeza se desloca

Na hora que alguém entoa

Qualquer melodia boa

Que causa alegria tanta

Uma boa música encanta

O coração da pessoa.


A música mata a saudade

Ameniza o sentimento

Diminui o sofrimento

Traz ar de felicidade

Alegria e liberdade

A mágoa pra longe voa

O canto é como garoa

Que vai orvalhando a planta

Uma boa música encanta

O coração da pessoa.


Música de letra bem feita

Rica de inspiração

Escutando essa canção 

O coração se deleita

O seu poder endireita

Barqueiro que rema à toa

Que aprumando a canoa

A navegar se adianta

Uma boa música encanta

O coração da pessoa.


O tom, o timbre e a voz

O ritmo e a melodia

A altura, a harmonia

Isso agrada a todos nós

A repercussão veloz

Do som vocal que ecoa

A plateia não perdoa

Quem desafina a garganta

Uma boa música encanta

O coração da pessoa.


Música para divertir

E trazer animação

Com arranjo e percussão

Que vale a pena se ouvir

Faz curtir e refletir

Essa deve estar na proa

Arte que Deus abençoa 

Porque aos males suplanta

Uma boa música encanta

O coração da pessoa.


Autor: Zé Bezerra


quinta-feira, 14 de março de 2024

AMIZADE SOCIAL

Num mundo de divisões

E de desumanidade

Haver mais fraternidade

Seria o ideal

O ódio não era tanto

Se houvesse em todo canto

AMIZADE SOCIAL.


Em dois mil e vinte quatro

Fala-se em fraternidade

Dentro do tema "Amizade"

No período quaresmal

Dando mais um passo avante

Mostra-se ser importante

AMIZADE SOCIAL.


Neste ano, esta campanha

Em todos quer despertar

Que vale vivenciar

O espírito fraternal

Cada mês, cada semana

Agregando à vida humana

AMIZADE SOCIAL.


Amizade na família

Desde o idoso à criança

Parentela, vizinhaça

As pessoas em geral

Cidadãs e cidadãos

Para viver como irmãos

AMIZADE SOCIAL.


Campanha que é feita contra

Muitas discriminações

Estigmas e exclusões

E o preconceito em geral

Respeitando os desiguais

A fim de existir mais

AMIZADE SOCIAL.


Combate aos conflitos desta

Sociedade moderna

A convivência fraterna

Pra isso é fundamental

Para a paz não sucumbir

É necessário existir

AMIZADE SOCIAL.


Pra buscar o bem comum

E viver em comunhão

Cada irmã e cada irmão

Com seu agir fraternal

Aqui e em qualquer lugar

É preciso preservar

AMIZADE SOCIAL.


A mudança de atitude

Se faz muito necessária

Conversão comunitária

Lembrando que a pessoal

É a que mais prevalece

Por ser a que fortalece

AMIZADE SOCIAL.


Vós sois irmãos e irmãs

Diz Jesus lá em Mateus

Eis que a vontade de Deus

É que o bem vença o mal

E dando um basta à maldade

Haverá na humanidade

AMIZADE SOCIAL.


Autor: Zé Bezerra





sexta-feira, 8 de março de 2024

EMPODERAMENTO FEMININO

 A mulher continua dando passos

Importantes no campo da conquista

Vem passando a ser protagonista

Encontrando com isso mais espaços 

Resistindo na hora dos fracassos

Com coragem ela chega aonde quer

Reunindo as forças que tiver

Não se entrega se a causa está perdendo

Nesses tempos modernos vêm crescendo

O empoderamento da mulher.


Vai à luta com garra e confiança

Tem organização quando milita

Na conquista de sonhos acredita

Num pensar coletivo que avança

Para ir construindo liderança

Desvendando mistérios quando houver

E só quando a vitória lhe aprouver

Seu valor, alguns vão reconhecendo

Nesses tempos modernos vêm crescendo

O empoderamento da mulher.


Vê-se que nesses tempos atuais

Como é lei, não há nada clandestino

O empoderamento feminino

Cada ano ele vai crescendo mais

Defender que os direitos são iguais

Pra buscar cada um onde estiver

Igualdade de gêneros sempre quer

Pela força política acontecendo

Nesses tempos modernos vêm crescendo

O empoderamento da mulher.


Autor: Zé Bezerra

quinta-feira, 7 de março de 2024

EDUCAÇÃO COM EQUIDADE?

 Ptojetos educativos

Sendo bem elaborados

Para serem aplicados

E boa meta alcançar

É preciso habilidade

Para que haja equidade

Na prática de educar.


Os resultados equânimes

Podem até acontecer

Mas há muito o que fazer

No processo em mutação

Equidade realmente

Há se for bem diferente

O fazer da educação.


Tem que ter como primícias

O respeito, a igualdade

A imparcialidade

Sem nunca excluir ninguém

Carisma, amor, empatia

Sem ter essa trilogia

A equidade não vem.


Educar assim implica

Em valores construídos

Com saberes garantidos

Na convivência de irmãos

E instruções relevantes

Para que os estudantes

Se tornem bons cidadãos.


Tudo é fácil no discurso

É bonita a teoria

Mas na prática, a cada dia

Não dá bem certo fazer

No chão da realidade

Equidade de verdade

Não é fácil acontecer.


Autor: Zé Bezerra

terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

DONS PARA SEREM DOADOS

Muitas pessoas são pontes

Que estampam nos seus rostos

Alegrias ou desgostos

Na graça e nos desafios

Sem receios, sem espantos

Superando os desencantos

De alguns corações vazios.


São pontes entre os inícios

Que se estendem aos fins

As gigantes e as mirins

Mas todas são populares

Nos crepúsculos e alvoradas

Para serem transitadas

Levando a vários lugares.


Fica a alma borbulhante

Extravasando emoção

Que fervilha o coração

Quase que diariamente

Contemplando os horizontes

Em todo lado vê pontes

Quem vive cheio de gente.


Vozes que se comunicam

Têm seus timbres estridentes

Vendavais intermitentes

Vão dos pampas aos cerrados

Sem obstáculo nenhum

Deus concede a cada um

Dons para serem doados.


Autor: Zé Bezerra

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2024

O QUE DESVIRTUA A PAZ

Porque sempre são escassas

Amistosas relações

Entre povos e nações

Os conflitos são demais

Tanto agora como antes

Eles são impactantes

Desequilibrando a paz.


Tantas vezes o diálogo

Não é possível ocorrer

O ódio é quem passa a ser

Persistente e contumaz

Sufocando a harmonia

Assim crescem a cada dia

Os inimigos da paz.


Ir ao encontro do outro

Parar para escutá-lo

Sem nunca discriminá-lo

Dessa forma é que se faz

Num ambiente agradável

O alicerce viável

Para a construção da paz.


Difícil é deter as armas

Dos sujeitos odiosos

Convencer os revoltosos

A recuar dos rivais

E numa atitude franca

Erguendo a bandeira branca

Trocar a guerra na paz.


Lamentavelmente as guerras

Continuam explodindo

Sonhos por terra caindo

De quem esperança traz

Que os países guerreando

Iam seguir o comando

Dos construtores da paz.


Autor: Zé Bezerra


terça-feira, 13 de fevereiro de 2024

MUNDO CHEIO DE CONTRASTES

 Enquanto em muitos lugares

Não para a evolução

Por força do capital

Também cresce a ambição

Riquezas multiplicadas

Famílias abandonadas 

Sem moradia e sem pão.


A justiça não combate 

As arbitrariedades

O capitalismo hostil

Provoca desigualdades

Onde vale mais o ter

É preciso conviver

Com as adversidades.


Se por um lado progridem 

Os avanços da ciência

Inventos supermodernos

Completos de eficiência

Por outro de forma enfática

É desenvolvida a prática 

Antiga da violência.


São muitas hostilidades

E poucas as coisas boas

Tantas vidas com seus barcos

Faltando forças nas proas

Pra tudo isso encarar

É preciso não faltar

Amor e fé nas pessoas.


Imensuráveis contrastes

Entre riqueza e pobreza

Quem tudo tem, quer ter mais

Vida de pobre é dureza

E sempre aumentando mais 

Os crimes ambientais

Devastando a natureza.


Conflitos armados crescem  

Agindo em diversas frentes

Disparam mísseis que matam 

Muito mais os inocentes

São inúmeros os migrantes

E crises climáticas gigantes

Abalam os continentes.


Indivíduos desumanos

Só dão apoio a quem erra

Poucos lutam pela paz

E milhões que fazem guerra

Os do bem contra os do mal

Esse é o mundo real

Do nosso planeta terra.


Autor: Zé Bezerra




sábado, 10 de fevereiro de 2024

SERVENTIAS DA MESA ( soneto)

 Muitas serventias uma mesa tem

Não é só lugar para refeição

Ao seu redor sempre senta quem

Quer ter com o outro aproximação.


É ponto central para a construção

Da boa amizade que a todos convém

Espaço adequado à comum união

Em que se planeja a prática do bem.


A grande, a pequena, a média, a singela

A utilidade e valor que tem ela

Nela alguém discute e revela surpresa.


Ao lar, à família, é imprescindível

Além da comida, o diálogo é possível

É gratificante o sentar-se à mesa.


Autor: Zé Bezerra

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2024

QUANDO FALTA O AMOR

A pura felicidade

Do amor ela provém

É sentimento que tem

Ternura e fraternidade

Alegria e liberdade

Tem essência como a flor

Ao coração dá ardor 

E à vida diretriz

Ninguém pode ser feliz

Se lhe faltar o amor.


Se o amor desaparece

Da vida de uma pessoa

Ela vai viver à toa

Perde a calma e embrutece

A amizade arrefece

Enche-se o peito de dor

Em todo canto que for 

Só reclama e se maldiz

Ninguém pode ser feliz

Se lhe faltar o amor.


O amor combate a ira

Afugenta o egoísmo

O individualismo

Sem ter lugar se retira

A falsidade, a mentira

A inveja, o dissabor

Intriga, mágoa e rancor

São cortados na raiz

Ninguém pode ser feliz

Se lhe faltar o amor.


Sem o amor não existe

Bom relacionamento

Só o desentendimento

Entre as pessoas persiste

Quem não ama é sempre triste

Sente angústia e mau humor

E no seu interior

Tem do ódio a cicatriz

Ninguém pode ser feliz

Se lhe faltar o amor.


Autor: Zé Bezerra 

segunda-feira, 29 de janeiro de 2024

SONHOS, PLANOS E ESPERANÇAS

 Quando nossas ações são planejadas

Podem ser com cuidado executadas

As expectativas são criadas

Aguardando momentos favoráveis

A organização é campo aberto

Permitindo que o êxito esteja perto

Aí tudo caminha pra dar certo

A partir dos efeitos agradáveis.


Nossos planos por vezes são mutáveis

E os desejos parecem intermináveis

Se as limitações são mensuráveis

Os esforços não ficam enfadonhos

E o mais importante em cada ação

É a base ideal da construção

Indicando que a realização

Dá visibilidade aos nossos sonhos.


Porque os desafios são medonhos

Há semblantes que podem estar tristonhos

Fazer que eles tornem-se risonhos

É encampar a luta por mudanças

Resistindo a quem quer calar a voz

Dos que pensam e agem junto a nós

Certos que fé e paz são dois faróis

Que iluminam as nossas esperanças.


Autor: Zé Bezerra




terça-feira, 23 de janeiro de 2024

SEM SUSTENTABILIDADE

Num mundo capitalista

Onde o lucro predomina

Nosso planeta em ruína

Tem a infelicidade

De ser tão prejudicado

Atacado e maltratado

Sem sustentabilidade.


O globo terrestre sofre

As agressões dos humanos

São bem frequentes os danos

Pela desumanidade

Torpe, grosseira, imprudente

Tem -se um planeta doente

Sem sustentabilidade.


Catástrofes são causadoras

Dos danos ambientais

As reservas florestais

Não têm estabilidade

O replantio não cresce

E o planeta convalesce

Sem sustentabilidade.


Inundações e incêndios

Secas, nevascas, tornados

Nos países, nos estados

Há geada e tempestade

Falta a defesa legítima 

De tudo o planeta é vítima 

Sem sustentabilidade.


Nas mãos dos gananciosos

Como sofre a natureza

Comparada a uma presa

Exposta à atrocidade

Dos seus cruéis inimigos

Enfrenta graves perigos

Sem sustentabilidade.


Sem consciência ecológica

Nunca há preservação

Porque a destruição

É na atualidade

Tão nociva quanto a guerra

Tornando planeta guerra

Sem sustentabilidade.


Autor: Zé Bezerra


 

segunda-feira, 22 de janeiro de 2024

O SERTÃO NÃO SAI DA GENTE


Sair da zona rural

Para morar na cidade

Isso é prática constante

Em qualquer localidade

As pessoas vão migrando

E o sertão vai ficando

Com pouca gente presente

É mínima a população

A gente sai do sertão

Mas ele não sai da gente.


São diversos os fatores

Que provocam a saída

Tem os que saem pensando

Que vão melhorar de vida

Como o êxodo continua

Muitos que chegam à rua

Não se adaptam facilmente

À nova situação

A gente sai do sertão

Mas ele não sai da gente.


Uma recordação fica

Impregnada no eu

Que faz lembrar o lugar

Em que a gente nasceu

Vindo do interior 

Pra qualquer lugar que for

A pessoa sempre sente

A forte recordação

A gente sai do sertão

Mas ele não sai da gente.


Faz lembrar a passarada

Cantando ao raiar do dia

Os mutirões na colheita

O pote com água fria

Cercas de vara e estacas

Ovelhas,  bodes e vacas

Arroz doce e cuscuz quente

As debulhas de feijão

A gente sai do sertão

Mas ele não sai da gente.


Os forrós, as cantorias

Moagens e farinhadas

As canções de serenatas

Nas noites enluaradas

Fava colhida em balaio

O novenário de maio

Pilão, latada e batente

Água trazida em galão

A gente sai do sertão

Mas ele não sai da gente.


Autor: Zé Bezerra

domingo, 21 de janeiro de 2024

CUIDADOS IMPORTANTES

 É importante viver

Uma vida em plenitude

Para isso é necessário

Paz, amor, fé e saúde

O viver bem é assim

Pois daquilo que é ruim

Podemos ser afastados

Tendo Deus em nossa frente

O corpo, a alma e a mente

Precisam ser bem cuidados.


É maior base pra vida

Mente sã e corpo são

Assim sendo a nossa alma

Nos dá boa direção

Para a moral e prudência

E a luz da consciência

Nos traz planos acertados

Pra viver dignamente

O corpo, a alma e a mente

Precisam ser bem cuidados.


Evitemos os descuidos

Que nos levam ao fracasso

Cuidadosos e atentos

Vamos acertando o passo 

Na caminhada da vida

A carga estando pendida

Por maus atos praticados

Deve-se aprumá-la urgente

O corpo, a alma e a mente

Precisam ser bem cuidados.


No corpo, o cuidado é físico

Espiritual, na alma

A mente pra ser saudável

Requer luz, bom senso e calma

Nos três havendo harmonia

Certamente todo dia

Bons passos podem ser dados

Agora e futuramente

O corpo, a alma e a mente

Precisam ser bem cuidados.


Autor: Zé Bezerra


terça-feira, 2 de janeiro de 2024

NAS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ

Enquanto a vida prossegue

O tempo que vai passando 

Pode bem ser comparado

A uma roda girando

Os ciclos se realizam

Projetos se concrertizam

E Deus continuará

Nas glórias, nos empecilhos

Abençoando seus filhos

Nas voltas que o mundo dá.


Com o mundo nós giramos 

Nos períodos, nas etapas

Para planejar a vida

Traçamos os nossos mapas

Com sucessos ou fracassos

Vamos dando novos passos

Aguardando o que virá

Dando saltos no escuro

Assim se espera o futuro

Nas voltas que o mundo dá.


A cada ano que passa 

A caminhada da vida

Vai sendo continuada

Mas será interrompida

Quando a vida chega ao fim

Aqui na terra é assim

Lá no céu não haverá 

Mais sofrimento e pecado

Porque ninguém é ligado 

Nas voltas que o mundo dá.


Tudo que existe no mundo

Tem caráter passageiro

Porque tem começo e fim

Sai dezembro, vem janeiro

Na rota há sempre surpresas

Alegrias e tristezas

Assim nossa vida está 

Na chegada ou na saída

Frequentemente envolvida

Nas voltas que o mundo dá.


A certeza que nós temos

É que a fé nos conduz

A acreditar que Deus 

É a verdadeira luz

A bússola que orienta

Seja em marcha rápida ou lenta

Vamos aqui, acolá

Caindo e se levantando

De qualquer modo girando

Nas voltas que o mundo dá.


Autor: Zé Bezerra