sexta-feira, 19 de abril de 2019

GUINADA DA PÁSCOA
















Depois que passa a quaresma
De penitência e perdão
Tempo da transformação
A Páscoa, vem pela frente
Para a fé revigorar
A Páscoa vem para dar
Uma guinada na gente.

A Páscoa é ressurreição
É alegria e vitória
Tempo especial de glória
Jesus vive novamente
Depois de ressuscitar
A Páscoa vem para dar
Uma guinada na gente.

O Espírito nos impele
Para a vida renovada
Jesus aponta a estrada
Que espiritualmente
Faz nossa vida brilhar
A Páscoa vem para dar
Uma guinada na gente.

A páscoa está nos propondo
Viver uma nova vida
Com a paz comprometida
E o amor mais presente
Na família, em cada lar
A Páscoa vem para dar
Uma guinada na gente.

Jesus representa em nós
Graça, luz e confiança
Fé, oração, esperança
Mansidão e paz presente
Alegria e bem - estar
A Páscoa vem para dar
Uma guinada na gente.

Autor: Zé Bezerra

domingo, 14 de abril de 2019

ALMA PEQUENA















Qualquer uma ação injusta
Que a pessoa pratica
Sua personalidade
Muito apequenada fica
Todo ato desumano
Que ao outro causa dano
Será prejudicial
Ao ator dessa cena
A alma fica pequena
Pelos efeitos do mal.

Sempre é constrangimento
Dentro da comunidade
Quando as pessoas agem
Com espírito de maldade
Suas ações prejudicam
Muitos desgostosos ficam
Por existir gente igual
Uma dose que envenena
A alma fica pequena
Pelos efeitos do mal.

Quem ofende ao seu próximo
Quem desrespeita um idoso
Quem fala mal das pessoas
Quem pratica ato maldoso
Quem não possui paciência
Quem age com violência
Quem ao outro é desleal
Quem julga mal e condena
A alma fica pequena
Pelos efeitos do mal.

Autor: Zé Bezerra





domingo, 31 de março de 2019

OS MALES DO ÓDIO

Quem vive sentindo ódio
Tem o coração fechado
Pra todo lugar que vai
Só encontra intrigado
Leva uma vida sem paz
E com os que o bem faz
Não tem aproximação
Enche de conflito a vida
O ódio é uma ferida
Que devora o coração.

Julgando mal as pessoas
De propósito as condena
Pelo falso testemunho
A qualquer um envenena
Gosta de prejudicar
Agredir, esculachar
E humilhar seu irmão
Negando água e comida
O ódio é uma ferida
Que devora o coração.

Quem odeia só quer ver
O outro em desvantagem
A pessoa assim possui
Comportamento selvagem
Quem tem ódio é invejoso
Grosseiro e ambicioso
Por tudo faz confusão
Das coisas certas duvida
O ódio é uma ferida
Que devora o coração.

O ódio é perigoso
Porque consegue acabar
A capacidade que
Tem a pessoa de amar
Odiar é perseguir
Menosprezar, oprimir
É agir na intenção
De ver a paz destruída
O ódio é uma ferida
Que devora o coração.

Autor: Zé Bezerra



sábado, 30 de março de 2019

SENTIMENTOS DESUMANOS

Quem está desprovido de amor
Com o ódio atingindo o coração
Por ninguém jamais sente compaixão
Sente em si os impulsos do rancor
Só as coisas erradas dá valor
Age com o instinto de maldade
Quer até impedir a liberdade
De quem luta com muita persistência
Egoísmo, ganância e violência
Descaracterizam a humanidade.

O humano se torna desumano
Afetado por mau comportamento
De um ganancioso e avarento
A maldade é crescente a cada ano
Todo psicopata é tirano
Desenvolve ações de crueldade
Um assim não cultiva amizade
Que somente ao mal dá preferência
Egoismo, ganância e violência
Descaracterizam a humanidade.

Indivíduos cruéis são insensatos
E assim possuídos de sadismo
Tendo a febre anormal do egoismo
Violentos´procuram desacatos
Pelas atrocidades e maus tratos
E requintes da vil perversidade
Não respeitam nem quem tem alta idade
Quando querem aplicar a truculência
Egoismo, ganância e violência
Descaracterizam a humanidade.

Autor: Zé Bezerra





QUEM AMA SOFRE

Entende-se que o amor
É o maior sentimento
E por ser assim tão grande
Nele está o sofrimento
Quem ama alguém não esquece
O seu coração padece
Só basta longe ficar
De quem é seu bem querer
Se você não quer sofrer
Então desista de amar.

O coração de quem ama
Pode até ser sofredor
Só porque está amando
Fica passível de dor
Diariamente sofre
Além de tudo é um cofre
Propenso a acumular
Coisas ruins sem querer
Se você não quer sofrer
Então desista de amar.

O ato de amar é visto
Como um processo instável
Uma hora é aprazível
Outra é desagradável
Quando o coração se inflama
Atormenta quem reclama
Porque não quer suportar
Ao sentir ele doer
Se você não quer sofrer
Então desista de amar.

Saiba você que amando
Podem surgir as surpresas
Que sejam preocupantes
Por gerarem incertezas
E uma série de conflitos
Esses climas esquisitos
Costumam aparecer
Se você não quer sofrer
Então desista de amar.

Autor: Zé Bezerra










domingo, 24 de março de 2019

DEUS VEM AO NOSSO ENCONTRO













Para a salvação de todos
Deus manda o Filho Jesus
Cheio de poder e glória
É Ele do mundo a luz
Pregando amor e esperança
É do Pai a aliança
Com os homens permanente
Só veio ensinar o bem
Deus ao nosso encontro vem
Não fica esperando a gente.

Deus através de Jesus
Mostra o reino da verdade
Da justiça e do direito
Da paz e da liberdade
Fica contra os poderosos
Detona os gananciosos
Defende o pobre indigente
Sem discriminar ninguém
Deus ao nosso encontro vem
Não fica esperando a gente.

Ao longo do tempo Deus
Se interessa por nós
Por sua palavra escrita
Conhecemos sua voz
No momento em que pecamos
Dele nós nos afastamos
Quando o mal se faz presente
Essa culpa todos têm
Deus ao nosso encontro vem
Não fica esperando a gente.

Deus é amor infinito
De nós quer sempre estar perto
Nos resgata quando estamos
Perdidos pelo deserto
É nosso dever cristão
Buscarmos a conversão
E amá-lo fielmente
Amando ao próximo também
Deus ao nosso encontro vem
Não fica esperando a gente.

Autor: Zé Bezerra

terça-feira, 19 de março de 2019

O QUE GERA A VIOLÊNCIA
















Infelizmente as barbáries
Acontecem com frequência
Porque é assustadora
A onda de violência
Que chega a muitos lugares
Causando enormes pesares
Que deixam com o terror
A humanidade assustada
A violência é gerada
Pela falta de amor.

As pessoas que não amam
Têm o coração vazio
Um comportamento estranho
Agressivo e doentio
Tomadas pela maldade
Cheias de perversidade
Vivem a causar pavor
Só praticam coisa errada
A violência é gerada
Pela falta de amor.

Onde o amor não existe
O ódio é quem predomina
E são consequências disso
Assalto, estupro, chacina
Massacre, espancamento
Provocando sofrimento
Nas vítimas de um agressor
Que de humano não tem nada
A violência é gerada
Pela falta de amor.

Quem ama é tolerante
Quem ama  faz ação boa
Quem ama ajuda ao carente
Quem ama ao outro perdoa
Quem ama não discrimina
Quem ama o bem ensina
Quem ama ameniza a dor
Quem ama a Deus agrada
A violência é gerada
Pela falta de amor.

Autor : Zé Bezerra

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

NÃO VIVA NA ESCURIDÃO
















Você engana a si mesmo
Na hora que está mentindo
Isso só vai denegrindo
Sua personalidade
E só ao mal  lhe conduz
Não apague sua luz
Com mentira e falsidade.

A pessoa que é falsa
De amar é incapaz
Muitas artimanhas faz
Pra faltar com a verdade
Ao respeito não faz jus
Não apague sua luz
Com mentira e falsidade.

Sem cometer esse erro
A vida é iluminada
Pela ética realçada
Com brilho de honestidade
Onde o caráter reluz
Não apague sua luz
Com mentira e falsidade.

Não viva na escuridão
Não queira enganar ninguém
Não se distancie do bem
Não dê lugar à maldade
Não se afaste de Jesus
Não apague sua luz
Com mentira e falsidade.

Autor: Zé Bezerra


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

ONDE EXISTE VONTADE
















A vida é a caminhada
Que se faz diariamente
Viver é seguir em frente
Com os outros ou sozinho
Mesmo com dificuldade
Onde existe vontade
Aí está o caminho.

A medida que os sonhos
Começam acontecendo
Os desejos vão crescendo
Às vezes devagarinho
Mas em continuidade
Onde existe vontade
Aí existe o caminho.

Se a vontade é crescente
A estrada não termina
A esperança ilumina
Tudo se faz com alinho
Com critério e liberdade
Onde existe vontade
Aí existe o caminho.

As ideias vão surgindo
E depois são planejadas
Metas são realizadas
Se o plano não é mesquinho
O êxito é realidade
Onde existe vontade
Aí existe o caminho.

Onde existe persistência
Onde existe esperança
Onde existe confiança
Onde existe a paz pertinho
Onde existe igualdade
Onde existe vontade
Aí existe o caminho.

Autor: Zé Bezerra


terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

NOITES TURVAS DA VIDA













Desde o nascimento à morte
No percurso da existência
Na vida há empecilhos
Sempre pela consequência
Dos problemas que existem
No entanto, os que persistem
Vão achando uma saída
Diante das interfaces
Amenizando os impasses
Das noites turvas da vida.

Em meio as peripécias
Os dilemas, os fracassos
Ao longo da trajetória
Vão aparecendo espaços
Uns podem ser favoráveis
Já outros são inviáveis
Deixando a carga pendida
Em situação apática
Por causa da problemática
Das noites turvas da vida.

Noites turvas são problemas
Que geram dificuldades
São os tombos, são as quedas
São as adversidades
Mas se você possui fé
Pode manter-se de pé
Agindo de fronte erguida
Com enérgicas decisões
Pra resolver as questões
Das noites turvas da vida.

Quando surgem infortúnios
Os sofrimentos aumentam
Os que isso vivenciam
Horas difíceis enfrentam
Pessoas amarguradas
As que são desanimadas
Têm a matéria abatida
E sorumbáticos semblantes
Pelos desgastes constantes
Das noites turvas da vida.

Autor: Zé Bezerra




sábado, 9 de fevereiro de 2019

QUANDO VOCÊ SE MOVE...
















É na dinâmica da vida
Que surgem inovações
Na luta em busca de algo
Há as movimentações
Se alguém ficar parado
Aí nenhum resultado
Desse jeito não alcança
Consegue as coisas quem tenta
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Você vai fazendo história
Na medida que trabalha
Que se mexe, que se esforça
Que vai corrigindo falha
Nas suas imperfeições
Quando toma decisões
Sai do recuo e avança
Dispensando marcha lenta
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Buscando conhecimentos
Para enriquecer a mente
A partir daí a vida
Começa a ser diferente
Porque a cada segundo
A sua visão de mundo
É mais profunda e se lança
No que melhor lhe orienta
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Quando se aprende mais
Os saberes evoluem
Nossas incapacidades
Aos poucos diminuem
Amplia-se a inteligência
O nível de consciência
Desvenda qualquer nuança
Nova aurora se apresenta
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Se você prepara a terra
Se você planta a semente
Se você não quer mesmice
Se você faz diferente
Se você tudo planeja
Se você o bem deseja
Se você faz aliança
Se você pensa e inventa
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Autor: Zé Bezerra





sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

MAIS UM ASTRO QUE SE APAGA














Outro vate que chega ao fim da vida
João Batista Bernardo, João Furiba
Morreu em Cajazeiras, Paraíba
Após uma existência tão comprida
Aos cem de idade fez partida
Trinta e um de janeiro foi o dia
Em dois mil dezenove a cantoria
Tem desfalque de mais um componente
Mais um astro imbatível no repente
Apagou-se no céu da poesia.

Cantador com perfil de campeão
Vencedor de diversos festivais
Em espaços urbanos e rurais
O Furiba foi sempre uma atração
Seu talento e sua inspiração
Encantavam a quem lhe assistia
Provocava no público alegria
Com o seu jeito cômico, irreverente
Mais um astro imbatível no repente
Apagou-se no céu da poesia.

Figurou entre os grandes cantadores
Ao som da viola um baluarte
No desenvolvimento dessa arte
Soube representar os seus valores
Agradou camponeses e doutores
Com os bons improvisos que fazia
Ele cantava bem e só mentia
Para descontrair o ambiente
Mais um astro imbatível no repente
Apagou-se no céu da poesia.

João Furiba foi um pernambucano
Contemplado com grande inteligência
Começou a cantar na adolescência
Foi crescendo na arte a cada ano
Formou dupla com João Paraibano
Enfrentou Bule Bule da Bahia
Vila Nova, Xudu e Zé Maria
Louro Branco, Cotinha e Zé Vicente
Mais um astro imbatível no repente
Apagou´-se no céu da poesia.

Autor: Zé Bezerra



quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

METAFORIZANDO












O poeta ao estar de mente escassa
Sua verve aos poucos fica escura
Mas na hora que ele se inspira
A criatividade é mais segura
Com o seu pensamento dando voltas
Pelos bosques floridos da cultura.

Os neurônios estando aquecidos
Pelas células do crânio em movimento
Que estando azeitadas e oleadas
Para lubrificar o pensamento
As ideias vão se articulando
Rumo à fase do empoderamento.

Num estágio de mais autonomia
Há momentos que ele fica imerso
Em oníricas fontes vinculadas
Aos mananciais do universo
Tudo isso a fim de deixar pronto
Todo o material de fazer verso.

Em ação todos esses mecanismos
Orquestrados com muita maestria
Belas composições são produzidas
Quando a inspiração traz euforia
O poeta absorto vai surfando
Sobre as ondas do mar da poesia.

Autor: Zé Bezerra

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

APOLOGIA AO LIVRO E À LEITURA













Ler é uma atividade
De importante valor
Além de ser cultural
É bastante essencial
Para a mente do leitor.

A leitura aumenta a nossa
Intelectualidade
Por isso que para ler
O leitor deve manter
Com o livro, intimidade.

O livro é da leitura
Seu principal instrumento
O que contém vale a pena
O seu volume armazena
Cultura e conhecimento.

Leitor aficionado
De leitura tem mania
Lendo sentado ou de pé
Para esse o livro é
Sua melhor companhia.

O encontro com o livro
De uma forma amistosa
Dá prazer e bem-estar
Faz a leitura ficar
Atraente e proveitosa.

Ler um livro deixa a mente
Do leitor fortalecida
Uma informação segura
Nos afirma que a leitura
Aumenta o tempo de vida.

O livro além de deixar
O leitor bem informado
Contra o alzheimer previne
Já que a memória é vitrine
Do saber acumulado.

Capítulos, páginas de um livro
São como lâmpadas acesas
Cada texto uma fagulha
Onde o bom leitor mergulha
Numa fonte de surpresas.

Faz-se apologia ao livro
Por seu autêntico valor
Sendo o amigo diário
De quem dele é usuário
Que é sem dúvida o leitor.

Autor: Zé Bezerra








quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

PORTA VOZ DA ESPERANÇA














Ser promovente da paz
Saber bem se conduzir
Em bons caminhos seguir
Consciente do que faz
Demonstrar que é capaz
De fazer sempre aliança
Com quem possui confiança
E o bem gostar de fazer
Tem que ser assim pra ser
Porta voz da esperança.

Guardando no coração
Amor e fraternidade
Preservando a humildade
O bom senso, a oração
A ética, a educação
Sendo uma pessoa mansa
Que jamais usa a vingança
Se alguém lhe ofender
Tem que ser assim pra ser
Porta voz da esperança.

Livrando-se dos perigos
Sem nunca odiar ninguém
Buscando algo que tem
Para ajudar os mendigos
Crescendo o número de amigos
Lutar com perseverança
Dar espaço à temperança
Para tranquilo viver
Tem que ser assim pra ser
Porta voz da esperança.

Tem que estar pronto a servir
Tem que ao próximo amar
Tem que saber perdoar
Tem que ao outro ouvir
Tem que os bens repartir
Tem que promover mudança
Tem que gostar de criança
Tem que ao idoso entender
Tem que ser assim pra ser
Porta voz da esperança.

Autor: Zé Bezerra

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

ESTADO DE FELICIDADE













Mário Sérgio Cortela, escritor
E filósofo de célebre pensamento
Definindo o que é felicidade
Faz primeiro um questionamento.

É a felicidade uma euforia?
Alegria, ou então transbordamento?
Uma efervescência momentânea
Que altera qualquer comportamento?

Ela é muito mais que tudo isso
Porque sempre equilibra as reações
E assim oferece ao ser humano
Um conjunto de boas sensações.

Importante quando a felicidade
Na pessoa assim se consolida
Porque vai elevar a autoestima
Dando força e sustentação à vida.

Esse estado de paz e bem- estar
Dá à vida segura diretriz
Que a riqueza maior do ser humano
Neste mundo é viver e ser feliz.

Autor: Zé Bezerra

domingo, 20 de janeiro de 2019

O ROSTO HUMANO DE DEUS
















Em tantos rostos marcados
Por inúmeras cicatrizes
São os marginalizados
As pessoas infelizes
Porque vivem esquecidos
Devido serem excluídos
Não têm os direitos seus
Porque justiça não há
É nesta gente que está
O rosto humano de Deus.

Na criança abandonada
Faminta, doente e nua
No idoso desprezado
Nos moradores de rua
Nos doentes incuráveis
Nas pessoas miseráveis
Com os sofrimentos seus
De tudo estando à mercê
É nisso aí que se vê
O rosto humano de Deus.

Naqueles que foram expulsos
Da sua terra natal
E estão noutros países
Em um sofrer sem igual
Por lhes faltarem abrigo
A vida corre perigo
Para os migrantes plebeus
Excluídos dos demais
Está nos que sofrem mais
O rosto humano de Deus.

Nos pacientes que estão
Sofrendo e passando mal
Aguardando uma assistência
Num corredor de hospital
Em maca, por faltar leito
Na penúria desse jeito
Talvez somente os ateus
Que não creem no Rabi
Não veem que está ali
O rosto humano de Deus.

Autor:Zé Bezerra