quinta-feira, 20 de novembro de 2014

TER CONSCIÊNCIA NEGRA
















Este vinte de novembro
Faz que eu reflita bem
Por causa da cor da pele
Já discriminei alguém?

Se eu classifico o outro
Apenas pela aparência
Será que percebo que
Sou fraco de inteligência?

Se vez por outra eu demonstro
Ter atitude racista
Será que não sou um puro
Ignorante egoísta?

Mas se sei que branco e negro
Diferença isso não faz
Que cor de pele não deixa
Um menos e outro mais.

O negro não é culpado
De nascer com essa cor
Se sei que isso é verdade
Meu senso tem mais valor.

Reconhecer que o negro
É um ser como outro ser
O respeito a negritude
Ver isso como um dever
Essa Consciência Negra
O branco precisa ter.

Autor: Zé Bezerra

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

SE A VIDA FOSSE SÓ FLORES

Seria um padrão de vida
De qualquer problema isento
Vida boa e divertida
Ausente de sofrimento
Conflito e perturbação
Sem estresse e frustração
Vexames e dissabores
Um paraíso perfeito
Era tudo desse jeito
Se a vida fosse só flores.

Mas com isso muita gente
Num patamar elevado
Tornava-se mais descrente
Deus pouco estava lembrado
E por não estar bem visto
O seu Filho Jesus Cristo
Tinha poucos seguidores
Ninguém preferia crer
Só se buscava o prazer
Se a vida fosse só flores.

Estaria o ser humano
Mais tomado de egoísmo
Sem pensar em desengano
Envolto no hedonismo
Desprovido de humildade
Crescendo a ansiedade
Pelos fantásticos valores
Supérfluos e descartáveis
Vontades insaciáveis
Se a vida fosse só flores.

Mais pessoas levianas
Sem fazer reflexão
Mentalidades insanas
Cheias de alienação
Pela escassez de bom senso
Muita dúvida e contrassenso
Seriam esses fatores
Que mais prevaleceriam
E só prejudicariam
Se a vida fosse só flores.

Autor: Zé Bezerra








quinta-feira, 2 de outubro de 2014

A CHATICE DO HORÁRIO ELEITORAL















Por mais de quarenta dias
Tendo ou não tendo sucesso
Foi propaganda em excesso
Se a alguns agradou
Pra muitos não foi legal
O horário eleitoral
Por enquanto terminou.

Na televisão, no rádio
Cem minutos diariamente
Sem ter nada diferente
Muita falácia rolou
O blá, blá, blá foi geral
O horário eleitoral
Por enquanto terminou.

Para o primeiro turno
Milhares de candidatos
Com os seus discursos chatos
Cada um se apresentou
A lábia era quase igual
O horário eleitoral
Por enquanto terminou.

Deu para causar enjoos
A repetida chatice
A antiquada mesmice
De novo predominou
Em nível nacional
O horário eleitoral
Por enquanto terminou.

Agora há um intervalo
E o segundo turno vem
Felizmente o tempo é curto
Menos candidatos tem
Vão à disputa somente
Governador, presidente
Eleitor com sensatez
Seja inteligente e crítico
E o tal horário político
Não veja mais que uma vez.

Autor: Zé Bezerra

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

SONHO EVITA ENVELHECER ?

O escritor Rubem Alves
Na memória permanece
Em um dos seus pensamentos
Esta máxima aparece
"Aquele que é rico em sonhos
Morre mas não envelhece."

O sonho revitaliza
E inova o pensamento
A visão de mundo cresce
Há luz em cada argumento
As quimeras favorecem
O rejuvenescimento.

Sonhar com um mundo novo
Sem adotar caretice
Buscar sempre inovações
Descartar qualquer mesmice
Que os avanços oníricos
Trazem recuo à velhice.

Não desista de sonhar
Que sonho só faz crescer
Sonhe, planeje e realize
Transforme o jeito de ser
Mas se a vida segue em frente
Vai prolongando o viver
Com os anos aumentando
Então mesmo não sonhando
Muitos vão envelhecer.

Autor: Zé Bezerra

domingo, 28 de setembro de 2014

A VOLTA POR CIMA
















Se você estiver esmorecido
Abatido porque está doente
Com fraqueza no seu estado físico
Busque força psicologicamente
Ao cair vá tentando levantar-se
Dê a volta por cima e siga em frente.

Quando a autoestima estiver baixa
E o desânimo atacar-lhe de repente
Os sintomas ruins da apatia
Vão surgindo silenciosamente
Ao cair vá tentando levantar-se
Dê a volta por cima e siga em frente.

Se alguns pensamentos negativos
Possam vir perturbar a sua mente
Consequência de crise depressiva
Que aponta a um baque iminente
Ao cair vá tentando levantar-se
Dê a volta por cima e siga em frente.

Quando às vezes a falta de emprego
Faz você ser dos outros dependente
Pelo desequilíbrio financeiro
Pode até se tornar um mau cliente
Ao cair vá tentando levantar-se 
Dê a volta por cima e siga em frente.

Autor: Zé Bezerra