terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

NOITES TURVAS DA VIDA













Desde o nascimento à morte
No percurso da existência
Na vida há empecilhos
Sempre pela consequência
Dos problemas que existem
No entanto, os que persistem
Vão achando uma saída
Diante das interfaces
Amenizando os impasses
Das noites turvas da vida.

Em meio as peripécias
Os dilemas, os fracassos
Ao longo da trajetória
Vão aparecendo espaços
Uns podem ser favoráveis
Já outros são inviáveis
Deixando a carga pendida
Em situação apática
Por causa da problemática
Das noites turvas da vida.

Noites turvas são problemas
Que geram dificuldades
São os tombos, são as quedas
São as adversidades
Mas se você possui fé
Pode manter-se de pé
Agindo de fronte erguida
Com enérgicas decisões
Pra resolver as questões
Das noites turvas da vida.

Quando surgem infortúnios
Os sofrimentos aumentam
Os que isso vivenciam
Horas difíceis enfrentam
Pessoas amarguradas
As que são desanimadas
Têm a matéria abatida
E sorumbáticos semblantes
Pelos desgastes constantes
Das noites turvas da vida.

Autor: Zé Bezerra




sábado, 9 de fevereiro de 2019

QUANDO VOCÊ SE MOVE...
















É na dinâmica da vida
Que surgem inovações
Na luta em busca de algo
Há as movimentações
Se alguém ficar parado
Aí nenhum resultado
Desse jeito não alcança
Consegue as coisas quem tenta
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Você vai fazendo história
Na medida que trabalha
Que se mexe, que se esforça
Que vai corrigindo falha
Nas suas imperfeições
Quando toma decisões
Sai do recuo e avança
Dispensando marcha lenta
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Buscando conhecimentos
Para enriquecer a mente
A partir daí a vida
Começa a ser diferente
Porque a cada segundo
A sua visão de mundo
É mais profunda e se lança
No que melhor lhe orienta
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Quando se aprende mais
Os saberes evoluem
Nossas incapacidades
Aos poucos diminuem
Amplia-se a inteligência
O nível de consciência
Desvenda qualquer nuança
Nova aurora se apresenta
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Se você prepara a terra
Se você planta a semente
Se você não quer mesmice
Se você faz diferente
Se você tudo planeja
Se você o bem deseja
Se você faz aliança
Se você pensa e inventa
Se você se movimenta
Vai acontecer mudança.

Autor: Zé Bezerra





sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

MAIS UM ASTRO QUE SE APAGA














Outro vate que chega ao fim da vida
João Batista Bernardo, João Furiba
Morreu em Cajazeiras, Paraíba
Após uma existência tão comprida
Aos cem de idade fez partida
Trinta e um de janeiro foi o dia
Em dois mil dezenove a cantoria
Tem desfalque de mais um componente
Mais um astro imbatível no repente
Apagou-se no céu da poesia.

Cantador com perfil de campeão
Vencedor de diversos festivais
Em espaços urbanos e rurais
O Furiba foi sempre uma atração
Seu talento e sua inspiração
Encantavam a quem lhe assistia
Provocava no público alegria
Com o seu jeito cômico, irreverente
Mais um astro imbatível no repente
Apagou-se no céu da poesia.

Figurou entre os grandes cantadores
Ao som da viola um baluarte
No desenvolvimento dessa arte
Soube representar os seus valores
Agradou camponeses e doutores
Com os bons improvisos que fazia
Ele cantava bem e só mentia
Para descontrair o ambiente
Mais um astro imbatível no repente
Apagou-se no céu da poesia.

João Furiba foi um pernambucano
Contemplado com grande inteligência
Começou a cantar na adolescência
Foi crescendo na arte a cada ano
Formou dupla com João Paraibano
Enfrentou Bule Bule da Bahia
Vila Nova, Xudu e Zé Maria
Louro Branco, Cotinha e Zé Vicente
Mais um astro imbatível no repente
Apagou´-se no céu da poesia.

Autor: Zé Bezerra



quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

METAFORIZANDO












O poeta ao estar de mente escassa
Sua verve aos poucos fica escura
Mas na hora que ele se inspira
A criatividade é mais segura
Com o seu pensamento dando voltas
Pelos bosques floridos da cultura.

Os neurônios estando aquecidos
Pelas células do crânio em movimento
Que estando azeitadas e oleadas
Para lubrificar o pensamento
As ideias vão se articulando
Rumo à fase do empoderamento.

Num estágio de mais autonomia
Há momentos que ele fica imerso
Em oníricas fontes vinculadas
Aos mananciais do universo
Tudo isso a fim de deixar pronto
Todo o material de fazer verso.

Em ação todos esses mecanismos
Orquestrados com muita maestria
Belas composições são produzidas
Quando a inspiração traz euforia
O poeta absorto vai surfando
Sobre as ondas do mar da poesia.

Autor: Zé Bezerra

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

APOLOGIA AO LIVRO E À LEITURA













Ler é uma atividade
De importante valor
Além de ser cultural
É bastante essencial
Para a mente do leitor.

A leitura aumenta a nossa
Intelectualidade
Por isso que para ler
O leitor deve manter
Com o livro, intimidade.

O livro é da leitura
Seu principal instrumento
O que contém vale a pena
O seu volume armazena
Cultura e conhecimento.

Leitor aficionado
De leitura tem mania
Lendo sentado ou de pé
Para esse o livro é
Sua melhor companhia.

O encontro com o livro
De uma forma amistosa
Dá prazer e bem-estar
Faz a leitura ficar
Atraente e proveitosa.

Ler um livro deixa a mente
Do leitor fortalecida
Uma informação segura
Nos afirma que a leitura
Aumenta o tempo de vida.

O livro além de deixar
O leitor bem informado
Contra o alzheimer previne
Já que a memória é vitrine
Do saber acumulado.

Capítulos, páginas de um livro
São como lâmpadas acesas
Cada texto uma fagulha
Onde o bom leitor mergulha
Numa fonte de surpresas.

Faz-se apologia ao livro
Por seu autêntico valor
Sendo o amigo diário
De quem dele é usuário
Que é sem dúvida o leitor.

Autor: Zé Bezerra