segunda-feira, 26 de setembro de 2016

GRATIDÃO CONTÍNUA














É a vida o grande dom de Deus
Ele um dia a quis nos conceder
Esse valiosíssimo presente
Certamente devemos merecer
Então todos os dias ao Senhor
Não podemos deixar de agradecer.

Essa dádiva maior da natureza
De ganhá-la tivemos o prazer
Ser zeloso com ela, preservá-la
Esse é para nós grande dever
E em todas as oportunidades
Não podemos deixar de agradecer.

Deus doou para cada um de nós
O direito sagrado de viver
Nosso corpo é físico e biológico
Mas o psicológico envolve o ser
Tudo isso de graça recebemos
Não podemos deixar de agradecer.

Se por Deus fomos privilegiados
Temos mesmo é que reconhecer
O amor que Ele tem por todos nós
A sublime virtude do viver
Essas bênçãos e graças recebidas
Não podemos deixar de agradecer.

Autor: Zé Bezerra

sábado, 24 de setembro de 2016

A ESPERANÇA TEM VEZ













Onde a  ternura floresce
Onde flui a amizade
Onde existe a verdade
Onde a mentira decresce
Onde a confiança cresce
Onde são justas as leis
Onde mora a sensatez
Onde o respeito não falta
Onde a fé está em alta
A esperança tem vez.

Onde impera o amor
Onde reina o bem querer
Onde convive o prazer
Onde é confortada a dor
Onde desabrocha a flor
Onde o povo é mais cortês
Onde o ódio se desfez
Onde habita a paciência
Onde a paz tem preferência
A esperança tem vez.

Onde a família é unida
Onde há diálogo e perdão
Onde há senso cristão
Onde a justiça é florida
Onde é celebrada a vida
Onde o mal não é freguês
Onde intriga ninguém fez
Onde inveja não tem
Onde prevalece o bem
A esperança tem vez.



Autor: Zé Bezerra

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

MUDE SEU JEITO DE SER

















Sabe-se que boa parte
Dos políticos candidatos
Insuflam os eleitores
A ficarem insensatos.

Com ataques nos palanques
Perdem a calma, a prudência
Os discursos inflamados
Provocam a violência.

Uns que recebem ofensas
Dão no palanque as respostas
Esses para os eleitores
Não apresentam propostas.

Preferem usar nos discursos
Grosseiro vocabulário
Acham que conquistam votos
Destratando adversário.

Tão bom seria se eles
Valorizassem a paz
E essa prática atrasada
Não utilizassem mais.

Você, candidato assim
Tente e busque um jeito novo
Em vez de atacar os outros
Mostre projetos pra o povo!

Seja mais civilizado
Troque o espinho na flor
Se receber um insulto
Não revide, por favor
Mude seu jeito de ser
E faça por merecer
O voto do eleitor!



quarta-feira, 21 de setembro de 2016

POVO DIVIDIDO
















Em campanha eleitoral
Seja qual for o partido
A briga pelo poder
Deixa o povo dividido
Joga o filho contra o pai
A mulher contra o marido.

Os ânimos são aquecidos
Nas campanhas acirradas
Tem as pessoas que ficam
Nervosas e exaltadas
Agridem adversários
Com palavrões e piadas.

Insulto, achincalhamento
Humilhação, baixaria
Muitas críticas destrutivas
Ocorrem no dia a dia
Esculhambação e briga
Impropério e zombaria.

Áudios, vídeos e mensagens
Pelas redes sociais
Exibem a toda hora
Muitas agressões verbais
Promovendo a violência
Desequilibrando a paz.

As divisões partidárias
Geram desumanidade
Desrespeito, intolerância
Indiferença e maldade
Se a mentira prevalece
Não há lugar pra verdade.

O povo é contagiado
Por forte alienação
Isso infelizmente afasta
O sentimento cristão
Em vez da fraternidade
Só discórdia e divisão.

Essas coisas negativas
Não deviam existir
Se as pessoas evitassem
A amizade destruir
E o eleitor votasse
Sem a ninguém agredir.

Munido de consciência
Fizesse a escolha bem
Respeitando para ser
Bem respeitado também
Dando o voto com prazer
Zelando a paz e sem ter
Malquerença com ninguém.


Autor: Zé Bezerra

sábado, 10 de setembro de 2016

CONVITE AO XVII FESTIVAL DE REPENTISTAS DE PATU

Transmito agora um convite
Para os apologistas
Da arte da cantoria
Para ouvirem os artistas
Da cultura que se expande
Em Patu, em mais um grande
Festival de repentistas.

No domingo, dia onze
Você não deve faltar
A esse show de poetas
Que certamente vão dar
Prazer, alegria e riso
Num banho de improviso
Da cultura popular.

Com Hipólito, João Lourenço
Miro, Edvaldo Zuzu
Vila Nova e Moacir
Zé Carlos do Pajeú
Vão vir Gilmar Oliveira
Carlos e Erasmo Ferreira
Pra esse show em Patu.

Iponax Vila Nova
Fará a animação
Venha então prestigiar
Esta importante atração
De nossa autêntica cultura
Festival de arte pura
O maior da região.

Às nove e meia da noite
Do palco sai a cortina
Entram os dez cantadores
Com inspiração divina
É cultura em alta dose
Verdadeira apoteose
Da poesia nordestina.

Autor: Zé Bezerra