domingo, 23 de abril de 2017

SER ASSIM DESSE JEITO

A pessoa que se autoavalia
Não vai ter consciência constrangida
Porque quer fazer quase todo dia
Uma autoanálise em sua vida.

Caminhando no tempo vai crescendo
Pra vencer empecilhos busca a fé
Passo a passo assim vai percebendo
A personalidade como é.

Revestida de boa educação
Tem firmeza nas suas atitudes
Está sempre a serviço do irmão
Pela força dos dons e das virtudes.

Mas não é tão comum que as pessoas
Tenham esse perfil em crescimento
Numa prática constante de ações boas
Apoiadas num bom comportamento.

Para isso é necessário ter
Compromisso com a fraternidade
Ser assim desse jeito tem que ser
Abastado de muita alteridade.

Autor: Zé Bezerra



terça-feira, 18 de abril de 2017

BELEZAS NATURAIS













 
O campo aromatizado
A verdejante floresta
Toda a passarada em festa
Num juazeiro copado
O horizonte azulado
As paisagens do sertão
A beleza do pavão
O cheiro que as flores têm
Essas coisas fazem bem
Aos olhos e ao coração.

O despontar da aurora
A manhã primaveril
O céu da cor de anil
Toda a beleza da flora
O sol com raios de fora
A lua com seu clarão
A água molhando chão
Na hora que a chuva vem
Essas coisas fazem bem 
Aos olhos e ao coração.

Os diferentes lugares
Os jardins e seus aromas
Ecossistemas, biomas
Montanhas, vales, pomares
Cachoeiras, rios, mares
Planeta, constelação
Os astros na amplidão
Estrelas que estão além
Essas coisas fazem bem
Aos olhos e ao coração.

Autor: Zé Bezerra


segunda-feira, 17 de abril de 2017

CRISTO RESSUSCITADO
















O cristão comprometido
Ele busca e acha Deus
Nunca sente-se perdido
Perante os problemas seus
Com fé e gratuidade
Tem disponibilidade
Do mais fraco é aliado
De discípulo dá a prova
E anuncia a boa nova
Do Cristo Ressuscitado.

Da comodidade sai
Para assumir compromisso
Na direção certa vai
Disposto a prestar serviço
Faz parte do dia a dia
Humildade e harmonia
Procura estar motivado
Na comunidade unida
Para celebrar a vida
Do Cristo Ressuscitado.

Sempre na hora precisa
Sem desânimo, sem preguiça
Orienta, evangeliza
Mostra de Deus a justiça
Fala da ressurreição
Ensina que o cristão
Pela Páscoa é renovado
E a nova luz irradia
Na festa da alegria
Do Cristo Ressuscitado.

Autor: Zé Bezerra

sábado, 8 de abril de 2017

MANIFESTO




















Viemos à praça pública
Sem precisar de escolta
Mostrar a nossa revolta
Nossa insatisfação
Nossa manifestação
Contra a ação imprudente
De um governo inconsequente
Que prejudica a nação.

O nosso protesto é contra
Senadores, deputados
Indivíduos detestados
Burgueses sem coerência
Vamos ter mais consciência
Dando o troco, sim senhor
Aos que votarem a favor
Da PEC da Previdência.

São falsos representantes
Que não respeitam ninguém
São sujeitos que só vêm
Nos decepcionar
Nas urnas vamos cassar
Deputado e senador
Que quer que o trabalhador
Morra sem se aposentar.

Somos contra os abusos
Descasos e desrespeitos
Aos legítimos direitos
Pelas lutas conquistados
Pelas leis assegurados
E agora em tempos críticos
Esses péssimos políticos
Querem que sejam acabados.

Não fomos nós, foram eles
Que quebraram a Previdência
Devido a incompetência
A desorganização
Dá tanta indignação
A prática de cambalacho
No Brasil de cima a baixo
Tem propina e corrupção.

Acabam concursos públicos
Com a terceirização
É tanta aberração
Visando um falso progresso
É horrível o retrocesso
Num tempo de derrocada
A nação é massacrada
Pela máfia do Congresso.

Com crise de segurança

E aumento da violência
Não dá pra ter paciência
Não dá pra se acomodar
Precisamos protestar
Dias, meses e semanas
Pras reformas desumanas
Irem pra o fundo do mar.

De olho nas consequências
Da medida repressora
A classe trabalhadora
Deve está mobilizada
Não pode ficar parada
Nem que chova canivete
Pra PEC dois, oito, sete
Não vir a ser aprovada.

Temos que ser vigilantes
Acompanhar com rigor
Deputado ou senador
Que a favor dela votar
Desse nós vamos cassar
Sua ficha, seu ingresso
Nunca mais para o Congresso
Esse infeliz vai voltar.

E o antipático senhor
Que está sendo presidente
É inimigo do povo
Zomba da cara da gente
Com a PEC da maldade
Sua popularidade
Não chega a cinco por cento
Só nos traz constrangimento
Junto com seus aliados
Todos vão ter que sair
O reinado vai cair
Seus dias estão contados.


Autor: Zé Bezerra





 

quinta-feira, 30 de março de 2017

NAS ENTRELINHAS DA VIDA












 
As fases da existência
Os diferentes caminhos
As formas de convivência
Pedras, rosas, os espinhos
As lutas, as omissões
Aventuras, ilusões
Os afazeres da lida
Ideais, sonhos, enredos
As esperanças, os medos
Nas entrelinhas da vida.

Desejos e incertezas
Impactos e desafetos
Acusações e defesas
Planejamentos, projetos
Aflições, ansiedades
Mesmices e novidades
Batalha ganha ou perdida
Desafios e dilemas
Dificuldades, problemas
Nas entrelinhas da vida.

Os defeitos, as virtudes
A partilha, o egoísmo
Decisões e atitudes
A descrença, o otimismo
As derrotas, as vitórias
Demarcações, divisórias
Uma memória esquecida
Recuos e sobressaltos
As quedas, os pontos altos
Nas entrelinhas da vida.

Existem ganhos e danos
Prazeres, festas e cruzes
Vontades, buscas e planos
Abismos, trevas e luzes
Espancamentos, abraços
Há sucessos e fracassos
Tem numa ação escondida
Segredos não revelados
Que podem ser enxergados
Nas entrelinhas da vida. 

Autor: Zé Bezerra