domingo, 20 de outubro de 2019

O QUE FAZEM OS POETAS E AS POETISAS















Quem procura instigar o pensamento
Sem querer caminhar em linha reta
Dando voos na imaginação
Com a velocidade do atleta
Esse pode mostrar com evidência
As características do poeta.

Quem possui sentimentos de profeta
E do mundo não perde a sintonia
Revestido de inquietações
Tendo um senso fecundo que irradia
A criatividade chamejante
Que é própria de quem faz poesia.

Quem costuma fazer alegoria
Mesmo em fatos reais e reportagens
É o que faz a arte das palavras
Dar aos textos um brilho nas mensagens
Pra que sejam melhor interpretadas
Com dinâmicas estéticas nas linguagens.

Quem conhece melhor as engrenagens
Dos poemas nos moldes mais diversos
Amestrado ao fazer composições
Seus sentidos não vão ficar dispersos
Por saber operar e mudar peças
Do motor natural de fazer versos.

Quem nos sonhos transpõe os universos
E as quimeras pra mente canaliza
Misturando real e ficção
Seu estilo legal sistematiza
Pensar rápido, criar improvisar
Escrever, construir mais devagar
Compor belas canções para cantar
Só faz isso, poeta ou poetisa.

Autor: Zé Bezerra

A MISSÃO DE EDUCAR















É relevante o trabalho
Feito pelo professor
O que luta para ser
Professor educador
Não é só dar conteúdo
Avançando no estudo
Com alto grau de saber
É a vida transformar
A missão de educar
É ensinar a viver.

É ensinar ver o mundo
Com um olhar diferente
Preparando o aprendiz
Pra viver dignamente
É agir com liberdade
Demonstrando habilidade
Para o aluno aprender
A ter uma vida exemplar
A missão de educar
É ensinar a viver.

Deus abençoe e ilumine
A todos os professores
Pra que lutem pra manter
O perfil de educadores
Que não fiquem arredios
Na hora dos desafios
Não deem o braço a torcer
Não queiram desanimar
A missão de educar
É ensinar a viver.

Não é só nas suas aulas
Transmitir conhecimento
Deve ensinar ao discente
A ter bom comportamento
Com cuidado e paciência
Despertar a consciência
Para ajudá-lo a crescer
E boa meta alcançar
A missão de educar
É ensinar a viver.

É uma missão difícil
Bastante comprometida
O professor deve dar
Bom testemunho de vida
Ser para os outros espelho
Orientar, dar conselho
Se tem pouco pra dizer
Tenha mais para mostrar
A missão de educar
É ensinar a viver.

Autor: Zé Bezerra

domingo, 13 de outubro de 2019

EDUCAR PELOS VALORES

















Neste mundo em que vivemos
Moderno e globalizado
Com tantas mudanças rápidas
Tudo fica transformado
Ao ponto que não se sabe
Qual o rumo a ser tomado.

Muitas vezes as pessoas
Ficam desorientadas
Com tantas informações
Pelas mídias espalhadas
Podendo prejudicá-las
Deixando-as alienadas.

Estamos de vez em quando
Cercados de inverdades
Ficamos encurralados
Pelas falsas amizades
Até pra nossas escolhas
Temos mais dificuldades.

Um combate a isso é feito
Por ações fundamentais
Da família e da escola
Entidades principais
Que são responsáveis pelos
Valores essenciais.

Passando orientações
Feitas de forma serena
Se os efeitos são bons
É isso que vale a pena
Que quem é bem educado
Tem felicidade plena.

Autor: Zé Bezerra

domingo, 29 de setembro de 2019

INFERNO, O QUE É ?












Há pessoas que duvidam
Que o inferno não existe
Mas ele é realidade
Onde o que é ruim persiste
Vejam que o inferno é
A não presença da fé
E onde o bem ninguém faz
Só impera a violência
O inferno é a ausência
De Deus, do bem e da paz.

Toda maldade existente
Em nosso tempo moderno
Todas ações desumanas
Isso compõe o inferno
Esse lugar de abismo
Que abriga o terrorismo
Ódio, guerra e tudo mais
Que abala a nossa existência
O inferno é ausência
De Deus, do bem e da paz.

Onde predomina o mal
A tortura, a opressão
A infâmia, o desrespeito
Intriga e desunião
Mentira e desigualdade
Egoísmo e falsidade
Aí é do satanás
A principal residência
O inferno é a ausência
De Deus, do bem e da paz.

Ausência do amor fraterno
Ausência da amizade
Ausência da esperança
Ausência da caridade
Ausência da alegria
Ausência da empatia
Ausência de bons sinais
De diálogo e paciência
O inferno é a ausência
De Deus, do bem e da paz.

Autor: Zé Bezerra



sexta-feira, 27 de setembro de 2019

TER EMPATIA














Aquele que ama ao próximo
Suas ofensas perdoa
Fica solidário com
A dor da outra pessoa
Mesmo com dificuldade
Sempre faz a caridade
Pelo dom da compaixão
Sempre dá a quem pedir
Ter empatia é sentir
A dor de quem pede um pão.

Não é fácil ser empático
Por ser um dom muito raro
Que manda cuidar do outro
No auge do desamparo
Sentir dele o sofrimento
Amenizando o tormento
O pranto, a desolação
Na hora difícil, agir
Ter empatia é sentir
A dor de quem pede um pão.

Tendo o coração fraterno
Paz e bondade também
Jamais fazer distinção
Disposto a fazer o bem
Nunca ser como uma ilha
Ser favorável à partilha
Combater a exclusão
A voz do pequeno ouvir
Ter empatia é sentir
A dor de quem pede um pão.

É permanecer sensível
Aos reclames do sofrido
Desse sentimento alheio
Estando compadecido
Ajudando a levantar
Sorrir, mas também chorar
Ao fraco estender a mão
Tendo prazer em servir
Ter empatia é sentir 
A dor de quem pede um pão.

Autor: Zé Bezerra