sábado, 17 de agosto de 2019

CORAÇÃO VAZIO, CORAÇÃO PESADO



















O coração só parece
Uma caixa bem fechada
Com muita coisa guardada
Cada uma em seu lugar
Mas surgem os sofrimentos
Que a falta de sentimentos
Faz o coração pesar.

Se a pessoa não tem
Capacidade de amar
Pode se desesperar
Amargando o  dissabor
E a própria vida despreza
Coração vazio pesa
Porque lhe falta o amor.

Sem ter sentimento algum
Sem alegria ou tristeza
O coração sem defesa
Sente abalo e calafrio
Porém não sente emoção
Só tem peso o coração
Quando ele está vazio.

Um coração insensível
Só traz sensação amarga
É semelhante uma carga
Que deixa um corpo encurvado
Sem dar um passo seguro
Um coração seco e duro
Só pode é ficar pesado.

Sem amizade e amor
Sem prazer, paz e paixão
Sem pedir ou dar perdão
Sem ações sentimentais
O ser humano é sombrio
E o seu coração vazio
Fica pesado demais.

Autor: Zé Bezerra


terça-feira, 13 de agosto de 2019

EDUCAÇÃO DO LAR





















Deve ser específica obrigação
Para o pai, para a mãe, cuidar dos filhos
Conscientes que existem empecilhos
No entanto, não podem abrir mão
De pra eles doarem educação
Pois criança só é bem educada
Pelos pais sendo bem orientada
Cabe a eles em primeiro lugar
Visto que a educação do lar
Pra ninguém deve ser terceirizada.

Todo pai, toda mãe deve saber
Dessa grande incumbência que eles têm
De criar os seus filhos para o bem
Pois é fundamental esse dever
A criança no lar vai receber
Instruções que a deixam preparada
Na escola é só complementada
Toda a formação familiar
Visto que a educação do lar
Pra ninguém deve ser terceirizada.

É preciso os pais admitirem
Que são eles os primeiros professores
Mesmo diante da crise de valores
Desse encargo não podem se omitirem
Não é aconselhável dividirem
Com babás ou avós essa empreitada
Mesmo que seja a carga tão pesada
Só os dois é que devem transportar
Visto que a educação do lar
Pra ninguém deve ser terceirizada.


Autor: Zé Bezerra




segunda-feira, 12 de agosto de 2019

O PAPEL DO PAI

















O papel de ser pai é valioso
Que do lar é o coordenador
Responsável maior pela família
Ele não é apenas genitor
Mais que isso precisa ser a âncora
Da esposa e dos filhos com amor.

Se o pai tem responsabilidade
Ao lado da sua companheira
Dando para os filhos bons exemplos
Com postura serena e verdadeira
Certamente inclui sua família
No caminho do bem a vida inteira.

Se a paternidade é exercida
Sem haver negligências, nem desvios
Relacionamentos na família
São consequentemente bem sadios
Essas forças serão imprescindíveis
Para quando surgirem os desafios.

Pela fé, compromisso e consciência
Sabe o pai o caminho por onde vai
Motivado a cumprir os seus deveres
O que for negativo não lhe atrai
E ao lado da esposa desempenha
O papel importante de ser pai.

Autor: Zé Bezerra

domingo, 11 de agosto de 2019

NÃO SEJA ASSIM

















Vangloriar-se é um ato
Que não merece elogio
Quem possui caráter e brio
Tem atitude decente
Vê nisso um grande defeito
Não se orgulhe em ser perfeito
Nem autossuficiente.

Parecem ser descabidos
Os gestos de ostentação
A autoafirmação
Não a faz quem é prudente
Não se age desse jeito
Não se orgulhe em ser perfeito
Nem autossuficiente.

Julgar-se melhor que os outros
Mais competente e capaz
Deixando alguém para trás
Estar de todos  à frente
Pra ser dono do direito
Não se orgulhe em ser perfeito
Nem autossuficiente

Diga não a arrogância
Diga sim a humildade
Com senso de igualdade
Fraterno e resiliente
Pra viver mais satisfeito
Não se orgulhe em ser perfeito
Nem autossuficiente.

Não se exceda na vaidade
Não discrimine ninguém
Não decepcione alguém
Não se torne inconsequente
Não cultive o preconceito
Não se orgulhe em ser perfeito
Nem autossuficiente.

Autor: Zé Bezerra



sexta-feira, 2 de agosto de 2019

AFOGANDO-SE NOS DEVANEIOS






















Passando pela floresta
Vê-se as belas paisagens
Com fulgurantes imagens
Do brilho dos pirilampos
Refletindo sobre os montes
Decorando os horizontes
No amplo espaço dos campos.

Seja em tempo de estio
Ou no período chuvoso
Em terreno sinuoso
E mesmo em planície infinda
De gleba interiorana
Numa chapada serrana
A mata é sempre mais linda.

Olhando o alvorecer
Antes do nascer do sol
O imponente farol
Que mais esmera beleza
Com seu brilho incandescente
Isso tudo faz a gente
Amar mais a natureza.

Ouvindo o coral dos pássaros
Em bela polifonia
De átomos de poesia
 Os pensamentos são cheios
E ali com toda calma
O poeta afoga a alma
Em profundos devaneios.

Autor: Zé Bezerra