sábado, 23 de junho de 2018

O OLHO DE DEUS















Deus tem um olhar profundo
Enxerga a sombra e o vulto
Assim da sua presença
Ninguém pode estar oculto
Então não deve conter-se
Pois não consegue esconder-se
Nem por trás de um escudo
Nisso aí não há mister
Esteja onde estiver
O olho de Deus vê tudo.

A visão de Deus é ampla
Toda grandeza está nele
Ele é onisciente
Ninguém se esconde dele
Vê em todos os momentos
Até nossos pensamentos
Desde o grande ao miúdo
O que somos, o que temos
De tudo o que fazemos
O olho de Deus vê tudo.

Deus é nosso vigilante
Mas não pra nos castigar
Acompanha nossos passos
Está sempre a nos olhar
Vê tudo em que nós erramos
E daquilo que acertamos
Ele sabe o conteúdo
E ademais por saber
O íntimo do nosso ser
O olho de Deus vê tudo.

Vê as nossas intenções
Quando somos insensatos
Nossas forças e fraquezas
Nossos passos, nossos atos
Com sua mão estendida
Abençoa nossa vida
Nos indica um bom estudo
Conosco está sempre atento
Em seu monitoramento
O olho de Deus vê tudo.

Autor: Zé Bezerra

sexta-feira, 22 de junho de 2018

GOSTAR DA VIDA













Nós seres humanos temos
Uma origem conhecida
De Deus somos semelhança
Temos meta a ser cumprida
Com papel preponderante
Viver e gostar da vida.

A vida é escola e nela
Temos muito que aprender
São muitos ensinamentos
Que precisamos saber
Dentre eles, uns ensinam
Como gostar de viver.

Pra nós gostarmos da vida
Temos que fazer o bem
Viver em fraternidade
Sem nunca excluir ninguém
Buscando nossos direitos
E os dos outros também.

Gostar de viver feliz
Sem nunca ser narcisista
Sempre descartar qualquer
Plano individualista
Sendo contra a quem pratica
Atividade egoísta.

Gosta da vida quem não
Toma atitude arrogante
Quem no caminho do bem
Está dando um passo adiante
Demonstrando amor ao próximo
No serviço ao semelhante.

Quem tem zelo pela vida
As coisas ruis espalma
Problemas e turbulências
Vai superando com calma
Busca saúde pra o corpo
E a graça de Deus pra alma.

Gostar da vida é viver
Evitando os desperdícios
Sendo cauteloso para
Defender-se dos suplícios
Dos males da violência
E do perigo dos vícios.

É fazer boa dieta
Cuidar-se fisicamente
Divertir-se, ler bons livros
Exercitar corpo e mente
Com a fé fortalecida
Amar e gostar da vida
Para viver plenamente.

Autor: Zé Bezerra

quarta-feira, 13 de junho de 2018

QUEM ESCREVE, QUEM LÊ





















Quem escreve deve usar
Sentidos motivadores
Fictícios ou reais
Que apresentem valores
A fim de corresponder
A atenção dos leitores.

Quem lê é bom que procure
Alertar o pensamento
Na busca de informações
E de mais conhecimento
Para obter da leitura
Melhor aproveitamento.

Quem escreve é bom que tenha
Cuidado ao escrever
Selecionando ideias
Fazendo o texto valer
Tendo significado
Para aquele que vai ler.

Quem lê faz uma tarefa
Fazê-la bem, isso deve
Ao ler com proficiência
Seja texto longo ou breve
Mistura suas ideias
Com as daquele que escreve.

Quem escreve sempre está
Evoluindo a cultura
Ampliando o pensamento
Numa constante procura
De novas ideias para
Crescer a literatura.

Quem lê mergulha nos textos
Seja romance ou artigo
Crônica, cordel, reportagem
Acha em cada texto, abrigo
E finalmente é o livro
O seu mais fiel amigo.

Quem escreve deve ter
Maior criatividade
Fluindo a imaginação
Com senso de liberdade
Adicionando a si
Mais responsabilidade.

Quem lê viaja no texto
Seja rápido ou devagar
Reler,  faz anotações
Procurando interpretar
Pode até ir muito longe
E não sair do lugar.

De quem lê, de quem escreve
É importante a função
Emissor, receptor
Estão em interação
Num forte protagonismo
Para a comunicação.

Autor: Zé Bezerra





sexta-feira, 8 de junho de 2018

O VIVER À TOA














É de Sêneca esta frase
Este alto pensamento
Que expressa uma verdade
Sem ter questionamento
Pois quem não se organiza
Não tem decisão precisa
Desorientado sai
Sem ter um plano viável
Não há vento favorável
Pra quem não sabe onde vai.

Quem não tem objetivo
Pode andar na contramão
Dando passadas ao léu
Sem rumo e sem direção
Sem ter tarefa a cumprir
Não tem meta a atingir
E no momento que cai
Acha a vida impraticável
Não há vento favorável
Pra quem não sabe onde vai.

A pessoa sem projeto
Não tem iniciativa
É folha  jogada ao vento
Igual um barco à deriva
Se é assim não tem prumo
Por não encontrar um rumo
Não acha o que lhe atrai
Finda sendo irresponsável
Não há vento favorável
Pra quem não sabe onde vai.

Viver ao deus dará
Faltando um itinerário
Assim nessas circunstâncias
O vento sopra ao contrário
Nesse contexto incomum
Não chega a lugar nenhum
Seja filho, mãe ou pai
Isso não é aceitável
Não há vento favorável 
Pra quem não sabe onde vai.

Autor: Zé Bezerra





quarta-feira, 30 de maio de 2018

SER FELIZ COM O OUTRO














 
A plena felicidade
Não é individual
Se há reciprocidade
Ela é mais especial
Alegria partilhada
É vida revigorada
Importante para quem
No amor está crescendo
É bom ser feliz fazendo
O outro feliz também.

Sendo feliz ninguém segue
Por solitário caminho
Já que ninguém não consegue
Ser feliz indo sozinho
Com o outro em companhia
Em convivência sadia
Cada um sente-se bem
O prazer permanecendo
É bom ser feliz fazendo
O outro feliz também.

Esse nobre sentimento
É bom ser compartilhado
Pois se há isolamento
Fica tudo equivocado
Felicidade é comum
Pra todos e cada um
Ver que obrigação tem
De plantar e ir colhendo
É bom ser feliz fazendo
O outro feliz também.

É bom sorrir e cantar
É bom plantar e colher
É bom receber e dar
É bom nascer e viver
É bom partilhar a vida
É bom fazer acolhida
É bom cultivar o bem
É bom feliz estar sendo
É bom ser feliz fazendo 
O outro feliz também.

Autor Zé Bezerra


terça-feira, 29 de maio de 2018

ATITUDES GRATUITAS DE AMOR
















Gentileza, ternura e amizade
Nos colocam num bom itinerário
Quem possui o espírito solidário
É aberto para a fraternidade
Acha bom praticar a caridade
Porque tem compaixão do sofredor
Se dispõe a servir e faz favor
Não escolhe a quem fazer o bem
Isso tudo é possível pra quem tem
Atitudes gratuitas de amor.

Visitar quem está encarcerado
Dar consolo a quem tem aflição
Tratar bem com respeito e atenção
O enfermo e o pobre abandonado
Da criança indefesa está ao lado
Ser também do migrante acolhedor
Ao desabrigado dar calor
Numa noite chuvosa e friorenta
Quem pratica esses gestos apresenta
Atitudes gratuitas de amor.

Ir até ao faminto e dar comida
Acolher o mendigo e o cigano
Imitando o bom samaritano
Do doente curar sua ferida
Defender a mulher prostituída
Ser do injustiçado um defensor
Dar combate ao mal destruidor
Só consegue essa ação realizar
A pessoa que sabe demonstrar
Atitudes gratuitas de amor.

Autor: Zé Bezerra

sábado, 26 de maio de 2018

TER HUMANIDADE

Ter humanidade é ter
Dimensão relacional
Com visão comunitária
Vendo o outro como igual
Querendo fazer o bem
Pra ficar longe do mal.

É assim que o ser humano
Tem na vida Deus presente
Buscando a alteridade
Sentindo o que o outro sente
Aprendendo a cada dia
Conviver com o diferente.

Com espírito humanitário
Podemos dar o perdão
Abrindo-se ao diálogo
E à boa compreensão
É assim que se consegue
Ter do outro compaixão.

Convívio sadio exige
Amor, reciprocidade
Paz, respeito e empatia
Gentileza e lealdade
E ainda é preciso ter
Espírito de caridade.

Com o coração fraterno
Afasta-se os desenganos
O laço interpessoal
Vem equilibrar os planos
Somos humanos por causa
Dos outros seres humanos.

Autor: Zé Bezerra

terça-feira, 22 de maio de 2018

A PAZ QUE RENOVA A VIDA

















A paz legítima promove
Na vida a transformação
É planta de uma semente
Nascida no coração
É o fruto de uma flor
Que no jardim do amor
Perfumada e colorida
Tem encanto e tem beleza
Porque essa é com certeza
A paz que renova a vida.

Paz que traz serenidade
Com o grande bem que faz
Justiça, luz e verdade
E consciência, ela traz
Moral e autonomia
Tranquilidade, alegria
Mente mais esclarecida
Discernimento e serviço
Realmente só faz isso
A paz que renova a vida.

Revitaliza o espírito
Estabelecendo a calma
Equilibrando as ações
Rejuvenescendo a alma
Apaziguando os conflitos
Desmitificando os mitos
Mostrando a clara saída
Para por fim aos tormentos
E os desentendimentos
A paz que renova a vida.

A paz que dá esperança
A paz que aponta a luz
A paz que afasta a guerra
A que leva a Jesus
A paz que educa e ensina
A paz que não discrimina
A paz que é preferida
A paz que é dom profundo
A paz que transforma o mundo
A paz que renova a vida.

Autor: Zé Bezerra

domingo, 20 de maio de 2018

DEVANEANDO NOS VERSOS

Quando uma ideia nova
Aproxima-se da mente
Podemos construir versos
Já com a métrica na frente
Dando expansão ao gênio
Que mora dentro da gente.

Com o estímulo do fogo
Que vem da inspiração
Pela criatividade
Vai surgindo a produção
De versos irradiantes
Iguais à constelação.

Esses versos têm a cor
Do cactus no pé do monte
Parecem com as estrelas
Brilhando no horizonte
São como grãos de areia
Que não tem ninguém que conte.

Seja no chão ou nos ares
Nos lajedos, nas quebradas
Nos pináculos, nos serrotes
Nas pedras empoeiradas
No pino  do meio dia
No frio das madrugadas.

Nesse sertão transformado
Depois que muito choveu
Porque a seca sumiu
E o inverno apareceu
As dádivas maravilhosas
Que o Criador concedeu.

Com inspiração que brilha
Qual estrelas e planetas
Galáxias, constelações
Asteroides e cometas
E suave como o voo
Das pequenas borboletas.

Autor: Zé Bezerra



terça-feira, 15 de maio de 2018

O JEITO DE SER E DE VIVER

Começamos trilhar nosso caminho
Na primeira infância, ainda criança
Vamos adquirindo confiança
Que no mundo ninguém está sozinho
Qual filhote que está deixando o ninho
Para aos poucos o mundo conhecer
E as suas nuances entender
Num processo que vai evoluindo
E assim cada dia construindo
O seu jeito de ser e de viver.

Os pilares da personalidade
São firmados ainda na infância
Se os valores estão em concordância
Tudo cresce na base da verdade
A justiça, o bem, a liberdade
Sendo bem cultivados vão crescer
A pessoa educada pode ver
Que os bons horizontes descortinam
São as boas ações que determinam
O seu jeito de ser e de viver.

Precisamos de muita instruções
A família nos dá as principais
A escola nos deve ensinar mais
Com saberes e orientações
Pelo ensinamento das lições
A melhor formação deve-se ter
Se o bem alguém gosta de fazer
O seu porte moral não diminui
Nesses moldes assim se constitui
O seu jeito de ser e de viver.

No entanto, se isso não for feito
E o sujeito crescer mal instruído
Um caminho adverso é percorrido
Onde não há caráter nem respeito
Quem pretende viver de qualquer jeito
Sua estrela começa escurecer
Se limites na vida não vai ter
Vai estar caminhando em via errada
Cada dia levando à derrocada
O seu jeito de ser e de viver.

A pessoa que tem mal coração
Para amar ao próximo é incapaz
Porque dentro de si o ódio traz
Por ninguém não tem consideração
O que quer é andar na contramão
Vendo alguém no fracasso tem prazer
Sente inveja do outro e só quer ver
Ele cheio de infelicidade
Tudo pela frieza e a maldade
Do seu jeito de ser e de viver.

Autor: Zé Bezerra



domingo, 29 de abril de 2018

OBSESSÃO PELAS TECNOLOGIAS MODERNAS













 
O Mário Sérgio Cortela
Em comentário relata
Que na hora que tomamos
Uma atitude sensata
Podemos sim recusar
Aquilo que nos maltrata.

Esse escritor se refere
Com clareza e maestria
Ao que as pessoas fazem
Seja de noite ou de dia
Tomadas de obssessão
Pela tecnologia.

Não é delas abrir mão
Pois nos dão muitas vantagens
Errado é a compulsão
Sem desgrudar das imagens
Com o tempo todo vendo
E digitando mensagens.

Como ele diz, não seria
Querer desvalorizar
As modernas ferramentas
Que estão em qualquer lugar
Seria usá-las bem
Sem nunca exagerar.

Evitemos o excesso
Nada dele é proveitoso
Faz deixar o indivíduo
Neurótico, tenso e nervoso
Entrando num precipício
Porque está com um vício
Altamente perigoso.

Autor: Zé Bezerra





sábado, 21 de abril de 2018

A VOLTA DAS CHUVAS
















Toda a seca já desapareceu
O melhor pra o sertão aconteceu
Só em vinte e dois dias já choveu
Muito mais que o ano anterior
Para que se registre num caderno
Toda a vegetação tem novo terno
É outono mas vive-se o inverno
Tempo bom para todo agricultor.

As estradas de barro atolando
Alguns trechos do asfalto rebentando
Os açudes pequenos arrombando
Continua chovendo todo dia
Nos riachos e rios, muita enchente
A paisagem está toda diferente
É admiração pra toda gente
Que essas cenas há tempo não se via.

Com as chuvas que caem no sertão
Há lugares com muita inundação
Em setores da nossa região
Tinha açude há dez anos sem encher
Hoje estes estão a transbordar
Vê-se o povo feliz comemorar
Tudo isso que o céu veio nos dar
Temos muito que a Deus agradecer.

Na mudança que a natureza fez
Falta d'água acabou-se duma vez
O pipeiro agora sem freguês
Ocioso está em desvantagem
Pondo o seu capital para render
Sem achar outra coisa pra fazer
Diz que tem caminhão para vender
Pra não vê-lo trancado na garagem.

Com o solo bastante umedecido
Todo o pasto no campo está crescido
Cresce o milho, o feijão está florido
É sinal que a lavoura está segura
De arroz vai ser boa a produção
A colheita de toda a plantação
Já garante ao povo do sertão
Revitalização da agricultura.

A alegria parece ser geral
A bonança foi providencial
Todos viram no céu o bom sinal
Pelas nuvens formando um torreão
Aí descortinou-se a chuvarada
Tarde, noite e até de madrugada
E a terra está fértil e bem molhada
Com a volta das chuvas ao sertão.

Autor: Zé Bezerra





sábado, 14 de abril de 2018

PALAVRAS COM ALMA

É com fé, humildade e empatia
Com espírito de luz e confiança
Que podemos por alma nas palavras
Em mensagens de paz e esperança.

Quando a alma reveste as palavras
Elas são como fonte de energia
Emitindo uma força positiva
Que transforma tristeza em alegria.

As palavras com alma dão suporte
E alento a quem está em sofrimento
Permitindo a quem está confuso
Melhorar o direcionamento.

Pra dar alma as palavras que falamos
Precisamos viver a cristandade
E ter nosso espírito abastecido
De alegria, de paz e de verdade.

As palavras têm alma, se transmitem
Liberdade, justiça, amor e luz
Só assim elas podem apontar
Os caminhos que levam a Jesus.

Autor: Zé Bezerra

sexta-feira, 13 de abril de 2018

A ALEGRIA DA CHUVA

















Após um longo período
De seca continuada
As chuvas estão frequentes
A terra está bem molhada
Admiráveis paisagens
Com açudes e barragens
Enchendo na região
Isso há tempo não se via
A chuva traz alegria
Para o povo do sertão.

Pouco choveu em janeiro
Fevereiro choveu mais
Março só choveu no fim
Abril o inverno traz
Presente da natureza
Acabou-se a incerteza
A água molhando o chão
Chove quase todo dia
A chuva traz alegria
Para o povo do sertão.

Com tanta secura, a terra
Estava tão ressequida
Veio o período das chuvas
Revitalizando a vida
Dos vegetais brotam flores
No campo, os agricultores
Cuidam bem da plantação
Pra lavoura ser sadia
A chuva traz alegria
Para o povo do sertão.

O sertanejo se anima
No trabalho do roçado
O agropecuarista
Fica feliz vendo o gado
De barriga cheia agora
Come pasto toda hora
Não quer saber de ração
Quem só farelo comia
A chuva traz alegria
Para o povo do sertão.

Os cacimbões estão cheios
Os poços cheios também
As cisternas já transbordam
Açudes sangrando tem
Riachos com correntezas
Vão aumentando as represas
Com densa vegetação
A temperatura esfria
A chuva traz alegria
Para o povo do sertão.

A grande escassêz de água
Está chegando ao final
Lavouras crescem nas roças
Em toda a zona rural
Quem luta na agricultura
Tem colheita com fartura
De milho, arroz e feijão
Jerimum e melancia
A chuva traz alegria
Para o povo do sertão.

Autor: Zé Bezerra




sábado, 7 de abril de 2018

AMOR À CRIAÇÃO E À NATUREZA













Não estamos sós no mundo
Outros estão com a gente
Preocupados ao vermos
Ataque ao meio ambiente
Junto aos nossos semelhantes
Nossos deveres constantes
São de cuidado e defesa
Uma importante ação
De amor à criação
Preservando a natureza.

Nós não somos uma ilha
No planeta em que vivemos
Juntos para cuidar dele
É obrigação que temos
Para o meio ambiente
Ser saudável para gente
Sendo fonte de riqueza
Sem haver poluição
Por amor à criação
Cuidemos da natureza.

A natureza depende
De cada um morador
Que deve amá-la e cuidá-la
Em qualquer lugar que for
Tenhamos a consciência
De que a nossa existência
Tem plenitude e beleza
Se temos convicção
De amar a criação
Cuidando da natureza.

Deus o Criador de tudo
Espera que nós humanos
Protejamos nossa terra
Pra não sofrer tantos danos
Com florestas sem queimadas
Cidades arborizadas
E a água da correnteza
Pura sem poluição
Por amor à criação
Cuidemos da natureza.

Autor: Zé Bezerra.

quarta-feira, 4 de abril de 2018

SER LUZ PRA QUEM NÃO TEM LUZ














 
É bom ser luz para os outros
Orientador e guia
Aproximar-se de quem
Está só sem companhia
Mas às vezes falta ação
Para cumprir a missão
Ensinada por Jesus
Pra o mundo ser diferente
Não é fácil para gente
Ser luz pra quem não tem luz.

Quando a pessoa tem
Difícil compreensão
Com a alma esvaziada
Andando na escuridão
Pra tentar iluminá-la
E poder aproximá-la
Da Palavra de Jesus
Isso ocorre lentamente
Não é fácil para gente
Ser luz pra quem não tem luz.

É preciso fortaleza
E muita fé todo dia
Ação e desprendimento
Doação e empatia
Vocação e compromisso
Munido de tudo isso
O seu espírito o conduz
Na luta diariamente
Não é fácil para a gente
Ser luz pra quem não tem luz.

Abrir os olhos daqueles
Que não sabem enxergar
Mudar a mente de quem
É difícil acreditar
Sem pensar em prejuízos
Motivar os indecisos
Que se afugentam da cruz
Sem querer seguir em frente
Não é fácil para a gente
Ser luz pra quem não tem luz.

Autor: Zé Bezerra

sábado, 31 de março de 2018

VENCENDO A TRISTEZA E O DESENGANO















Uma vida de lástima e de lamento
Com a autoestima abatida
É igual uma árvore ressequida
Que não mais apresenta crescimento
Envolvida em contínuo sofrimento
Pra o futuro sequer existe um plano
Vai aos poucos morrendo a cada ano
Por estar sem estímulo e depressiva
Infeliz e sem ter perspectiva
Mergulhada em tristeza e desengano.

A pessoa que está vivendo assim
Na verdade não vive só vegeta
É um forte maltrato que afeta
Essa crise parece não ter fim
É a rosa que murcha no jardim
É um barco a vagar no oceano
É um ente que no cotidiano
Excluído está ao deus dará
Pelo fato da sua vida está
Mergulhada em tristeza e desengano.

Ore a Deus e você vai perceber
Que na força da sua oração
Deverá encontrar superação
E motivos de sobra pra viver
A angústia vai desaparecer
Pela graça de Deus Pai Soberano
Em seguida virá um novo plano
Já que fase difícil foi vencida
Doravante não tem mais sua vida
Mergulhada em tristeza e desengano.

Autor: Zé Bezerra

sexta-feira, 30 de março de 2018

CIDADÃO DE VERDADE













O que é mais importante
Para qualquer brasileiro
É ser pacato e ordeiro
Humilde e perseverante
Para não ser arrogante
Manter a simplicidade
Ter postura de humildade
Para melhor aprender
Com o desejo de ser
Um cidadão de verdade.

Precisa estar consciente
Do seu papel de grandeza
Tendo amor a natureza
Zelando o meio ambiente
Agir coletivamente
Em prol da comunidade
Lutando por igualdade
E a promoção da paz
É desse jeito que faz
Um cidadão de verdade.

Descartando o preconceito
E a discriminação
Ciente que o cidadão
Tem qualidade e defeito
Cumpre dever, tem direito
Tem responsabilidade
Com a personalidade
Coerente e exemplar
Isso é para demonstrar
Um cidadão de verdade.

Tem desejo que a nação
Tenha paz e crescimento
No dia a dia é atento
A qualquer transformação
Detesta a corrupção
Prima pela honestidade
Injustiça, impunidade
O deixam inconformado
Jamais é acomodado
Um cidadão de verdade.

Íntegro, esclarecido
Interessado em servir
Firme na hora de agir
Apoiando o povo unido
Sem ficar esmorecido
Perante à dificuldade
Dentro da sociedade
Ser cavalheiro e gentil
Em suma esse é o perfil
Do cidadão de verdade.

Autor: Zé Bezerra





quarta-feira, 28 de março de 2018

PENSANDO NOS OUTROS











Não somos sós neste mundo
Somos muitos afinal
Nesta aldeia global
Um espaço todos têm
Viver só ninguém se atreve
Por isso é que a gente deve
Pensar nos outros também.

As pessoas devem ter
Suas oportunidades
Suprir as necessidades
Procurando viver bem
Sem individualismo
E livres do egoísmo
Pensar nos outros também.

A fraternidade ajuda
A seguirmos boa trilha
Com espírito de partilha
Firmes na prática do bem
Praticando a caridade
Ela é quem faz de verdade
Pensar nos outros também.

Para não sermos mesquinhos
E de Deus distanciados
Esquisitos e fechados
Sem ter afeto a ninguém
E nem sentir compaixão
Já que é dever cristão
Pensar nos outros também.

É condição para todos
Os filhos de Deus na terra
Perdoar alguém que erra
Ser aliado do bem
Servir aqui e ali
Não querer tudo pra si
Pensar nos outros também.

Autor: Zé Bezerra

domingo, 25 de março de 2018

SUPERAR A VIOLÊNCIA
















Cultivando a amizade
E o bom comportamento
No relacionamento
Não tendo dificuldade
Priorizando a verdade
Usando a inteligência
Para assim dar preferência
Ao bem que tanto queremos
Com paz e amor podemos 
Superar a violência.

Quando se promove a paz
Hábitos bons proliferam
Pessoas se consideram
Mais humanas, mais iguais
E o clima fraterno traz
Ações boas com frequência
Que mudam a aparência
Deste mundo em que vivemos
Com paz e amor podemos
Superar a violência.

Para sermos bons cristãos
Temos que ouvir a voz
De Jesus que diz a nós
Que somos todos irmãos
Quando nos damos as mãos
Para lutar com frequência
Uma boa consequência
É difícil mais teremos
Com paz e amor podemos 
Superar a violência.

A violência trucida
Atemoriza e abala
Um modo de superá-la
É com a família unida
Agindo em favor da vida
Em um lar que tem ausência
De conflito e negligência
Assim bons frutos colhemos
Com paz e amor podemos
Superar a violência.

Pra superar esse mal
Que ao mundo todo flagela
Por ser a pior mazela
De abrangência geral
Da parte de cada qual
Tem que haver consciência
Pra mudar a convivência
Tão desumana que temos
Com paz e amor podemos
Superar a violência.

Autor: Zé Bezerra.



sábado, 24 de março de 2018

UM JEITO BOM DE VIVER

















Um jeito bom de viver
Em qualquer faixa de idade
É fazer que a vida seja
Vivida com liberdade
Saúde, alegria e paz
Prudência e dignidade.

Sem haver desigualdade
Nem individualismo
Sempre se distanciando
Do ódio e do egoísmo
Alimentada de fé
Esperança e otimismo.

Em vez de radicalismo
Quando errar, pedir perdão
Relacionar-se bem
Preservar a mansidão
Tendo o cuidado para
Agir como bom cristão.

Ao outro estender a mão
Apoiar o oprimido
Chegar perto de quem vive
Desprezado e esquecido
Preocupar-se em servir
Sem pensar em ser servido.

É estar esclarecido
Ter perfil de cidadão
Com a consciência limpa
Sem ter alienação
E a água pura do amor
Irrigando o coração.

É pisar firme no chão
Do mal mantendo distância
Procurar manter a calma
Evitar ignorância
Colocando a empatia
Em lugar da arrogância.

Respeitar desde a infância
Pobres, ricos e plebeus
Católicos e protestantes
Agnósticos e ateus
Ficar longe do demônio
Para estar perto de Deus.

Autor: Zé Bezerra



sexta-feira, 16 de março de 2018

A DEUS NÃO VAMOS SOZINHOS

















De todos Deus é o Pai
Que vê nossos empecilhos
Ele é bom e sempre quer
O melhor para seus filhos
No planeta que habitamos
Enquanto aqui estamos
Trilhamos vários caminhos
Desde o nascer ao morrer
Por isso é bom saber
Que a Deus não vamos sozinhos.

Isso que dizer que nós
Para de Deus ficar perto
Primeiro vai ser preciso
Andar no caminho certo
Sem individualismo
Ciente que o egoísmo
Nos leva aos descaminhos
Devemos nos preparar
E aos outros ensinar
Que a Deus não vamos sozinhos.

É necessário que os outros
Participem com a gente
Pra na direção de Deus
Irmos coletivamente
Em forma de mutirão
Com a mesma pretensão
Entre pedras e espinhos
Sendo feliz ou sofrendo
Todos vão compreendendo
Que a Deus não vamos sozinhos.

Você não deve pensar
Que se aproxima de Deus
Voltado exclusivamente
Para os interesses seus
Deus pode estender a mão
Para lhe dar salvação
Mas exige que os vizinhos
Você não esqueça deles
Então vá junto com eles
Que a Deus não vamos sozinhos.

Autor: Zé Bezerra

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

VIDA TRANQUILA














 
A vida é mais tranquila
Quando se tem liberdade
Afeto e simplicidade
E de viver como irmão
É bom que ninguém se esqueça
Com menos nós na cabeça
E mais paz no coração.

É boa a perspectiva
No bom plano que avança
Quando se tem esperança
De ir numa direção
Que o bom caminho apareça
Com menos nós na cabeça
E mais paz no coração.
 
Defendendo-se dos males
Livrando-se dos perigos
Buscando ter mais amigos
Cultivando a união
Pra que o bem prevaleça
Com menos nós na cabeça
E mais paz no coração.

Sem atitudes mesquinhas
Na caminhada terrestre
Ouvindo as lições do MESTRE
Ao outro estendendo a mão
Para que o bem aconteça
Com menos nós na cabeça
E mais paz no coração.

Diminuindo os estresses
Aumentando a empatia
Tendo fé e alegria
Longe de perturbação
Que a vida assim permaneça
Com menos nós na cabeça
E mais paz no coração.

Autor: Zé Bezerra





segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

A FALTA DE BOAS MÚSICAS




















Quem tem bom senso e bom gosto
Às coisas boas exalta
Gostar daquilo que é bom
É ação que se ressalta
Na análise que fazemos
Neste tempo em que vivemos
A boa música faz falta.

Vê-se que está em alta
Sobre os gostos musicais
Pseudas composições
Que não merecem cartaz
Não têm criatividade
E a letra sem qualidade
Nenhuma mensagem traz.

O povão se satisfaz
Com sacolejo e agito
Adolescentes e jovens
Gostam de barulho e grito
Longe desse fuzuê
Um show de MPB
É dez vezes mais bonito.

Parece até esquisito
É uma coisa maluca
A maioria do povo
Gosta mais é da muvuca
Pouca gente achava bom
Noca do Acordeon
Abidião e Sivuca.

A boa música é caduca
Pra quem não tem coerência
E por força do modismo
Nunca lhe dá preferência
Gente de cabeça oca
De inteligência pouca
E escassa consciência.

Hoje existe uma carência
Que está sempre crescendo
Só o lixo cultural
 A mídia fica trazendo
Alienando as pessoas
E aquelas músicas boas
Estão desaparecendo.

Autor: Zé Bezerra






domingo, 18 de fevereiro de 2018

O ENCANTO PELA VIDA

Enxergar Jesus no outro
Só com os olhos da fé
É respeitá-lo e amá-lo
Do jeito que ele é
Tendo compromisso certo
Para acompanhar de perto
Com espírito de acolhida
Decidido a ajudar
Para vê-lo resgatar
O encanto pela vida.

Se a pessoa atravessa
Uma fase depressiva
Tomada pela transtorno
Não tem expectativa
Pra você ver Jesus nela
Tem que aproximar-se dela
E com a mão estendida
Afastar quem a maltrata
Só assim ela resgata
O encanto pela vida.

Aproxime-se do jovem
Que está sem esperança
Dê ouvido as suas queixas
Pra ter dele a confiança
Fale de Deus verdadeiro
Amenize o desespero
Daquela alma sofrida
Faça uma luz acender
Ajudando a renascer
O encanto pela vida.

Mergulhada em sofrimento
Uma jovem desprezada
Com um filhinho nos braços
Pelos pais abandonada
Só a rua é quem lhe abriga
O seu sofrer ninguém liga
Porque é prostituída
O melhor a lhe servir
É fazê-la adquirir
O encanto pela vida.

A essência do viver
Está na tranquilidade
Na saúde e bem-estar
No prazer, na liberdade
Na empatia também
Então para viver bem
Tendo a vida bem vivida
Não é só ter muito estudo
É ter acima de tudo
O encanto pela vida.

Autor: Zé Bezerra
 




quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

SIMPLICIDADE (soneto)

Nem todos têm a capacidade
Para numa análise compreender
O quanto a virtude da simplidade
Contribui para a vida florir, crescer.

Aqui e ali, ouve-se alguém dizer
Talvez por força de ignorância
Que ser simples é um embargo para o ter
 Por isso não é algo de importância.

Mas esse pensamento é incorreto
E aquele que deseja um bom projeto
Tendo a ética assim bem fortalecida

Precisa aos poucos conhecer a verdade
Do valor e grandeza da simplicidade
Assistindo aulas na escola da vida.

Autor: Zé Bezerra





terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

O BOM LÍDER

Pessoa de compromisso
Que possui autoridade
Com responsabilidade
Que tem fé e esperança
E luta a favor da paz
Quem é assim é capaz
De exercer liderança.

O perfil de um bom líder
É não ser autoritário
Ter espírito solidário
Ser favorável à mudança
Lutar pela igualdade
Assim tem capacidade
De exercer liderança.

Quem lidera não oprime
Dá ordens, mas não domina
Não exclui, nem discrimina
Tem carisma, confiança
E firmeza nas decisões
Com todas as condições
De exercer liderança.

Não é qualquer indivíduo
Que consegue liderar
Só quem sabe conversar
Com ternura e alma mansa
E calma frente aos atritos
Apaziguando os conflitos
Pode exercer liderança.

Quem no desentendimento
Estabelece união
Em clima de confusão
Sabe agir com temperança
Quem adverte os errados
E ama seus liderados
Pode exercer liderança.

Quem possui sabedoria
Na hora de discutir
Quem ao outro sabe ouvir
Quem já tem desde criança
Uma boa educação
Senso crítico e formação
Pode exercer liderança.

Autor: Zé Bezerra


segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

POR DENTRO DO MATO (galope)

















Na beira da cerca vejo o marmeleiro
Perto da descida da beira do rio
Descambando o morro entro no baixio
Descanso na sombra de um juazeiro
Sentado no tronco de um pé de pereiro
Num oco de pau vejo um carrapato
Tangendo uma vaca, puxando um boiato
Montado, esporando um velho burrico
Conduzindo um feixe de lenha de angico
Fazendo galope por dentro do mato.

Enrolando os pés numa jitirana
Subindo em barranco, descendo quebrada
O corpo doído, a pele arranhada
Olhando a floresta não bato a pestana
Nesse matagal num fim de semana
Longe dos espinhos de  unha de gato
Andando de tênis, em vez de sapato
Entrando em vereda cheia de velame
Passando por baixo de cerca de arame
Fazendo galope por dentro do mato.

Seguindo na trilha cheia de cipó
Ouvindo ao longe a voz da peitica
Parando na sombra de uma oiticica
Vendo uma lagoa com muito socó
Na serra bem perto só tem mororó
Para quem prefere o anonimato
No meio da brenha se inspira de fato
Num tronco de ipê escreve um poema
Com verso da cor da flor da jurema
Fazendo galope por dentro do mato.

Autor: Zé Bezerra





terça-feira, 30 de janeiro de 2018

NÃO GASTE MAIS DO QUE GANHA

Para financeiramente
Você ser organizado
E não ficar perturbado
Com situação estranha
Que venha roubar-lhe a paz
Cuidado, não gaste mais
Do que o que você ganha.

Você tendo esse cuidado
Tudo vai favorecendo
Quando as contas vão crescendo
Dê um freio, faça barganha
Que bom resultado traz
Cuidado, não gaste mais 
Do que o que você ganha.

O pé adiante da mão
Evite nunca passar
Quando sair pra comprar
Veja quem lhe acompanha
Se segue o que você faz
Cuidado, não gaste mais
Do que o que você ganha.

Nunca vá dever três mil
Se você só ganha dois
Faça assim, veja depois
Que isso não é façanha
Mas é bom para quem faz
Cuidado, não gaste mais
Do que o que você ganha.

Com equilíbrio nas dívidas
Tudo vai bem com você
O tal do SPC
É apenas sigla estranha
Que nenhum medo lhe faz
Cuidado, não gaste mais
Do que o que você ganha.

Autor: Zé Bezerra

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

VIVA A PARTILHA DA VIDA













 
No seu papel de cristão
Faça o que Jesus ensina
Dispondo a vida a serviço
Ele assim nos determina
Então não faça ao contrário
Procure ser solidário
Com sua mão estendida
Pratique boas ações
Em suas limitações
Viva a partilha da vida.

Busque cumprir o primeiro
E o segundo mandamento
Faça a sua diferença
Neste mundo turbulento
Valorize as coisas boas
Manifeste às pessoas
Gentileza e acolhida
As boas lições ensine
Respeite e não discrimine
Viva a partilha da vida.

Combata a corrupção
A tortura, a violência
Oriente o próximo para
Não agir com imprudência
Exerça a cidadania
Incorpore a empatia
Nos afazeres da lida
Encontre sempre motivo
Pra pensar no coletivo
Viva a partilha da vida.

Procure dar o exemplo
De gente ordeira e pacata
Ajude ao necessitado
Sem marcar hora nem data
Nunca a ninguém dê desprezo
Defenda o indefeso
Acolha a prostituída
Aconselhe o delinquente
Faça visita ao doente
Viva a partilha da vida.

Pense em si e nos outros
Lute pela solução
Dos problemas que provocam
Transtorno à população
E sem escolher a quem
Não hesite, faça o bem
Dê agasalho e comida
Para quem tem frio e fome
Sem pensar em ganhar nome
Viva a partilha da vida.

Autor: Zé Bezerra



domingo, 28 de janeiro de 2018

AUTORIDADE DIFERENTE

Pode uma pessoa agir
Com plena autoridade
Independente de cargo
Basta não ter vaidade
E demonstrar com seus atos
Justiça, paz e verdade.

Exercer autoridade
Fora da hierarquia
Com altivez nas ações
Bons propósitos cada dia
Dispondo-se a servir
Com gosto e com empatia.

Ter autoridade assim
Não é como ter poder
Que oprime, que domina
Fascinado pelo ter
Usando de artifícios
Pra no poder se manter.

Poder assim vem de fora
Com arbitrariedade
É destinado a pessoas
Dentro da sociedade
E muitas sem o perfil
De uma boa autoridade.

Autoridade a serviço
Não tem egoísmo algum
Tem espírito coletivo
Sempre visa o bem comum
Ser autoridade assim
Não é para qualquer um.

Autor: Zé Bezerra

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

FAÇA O BEM, EVITE O MAL














Tente praticar bons atos
Desperte suas virtudes
Tome boas atitudes
No seu meio social
Trate o outro como irmão
Procure ser bom cristão
Faça o bem, evite o mal.

Ame ao próximo e ame a Deus
Não discrimine as pessoas
Porque fazer ações boas
Isso é o ideal
Não se recuse a servir
Pra o bom caminho seguir
Faça o bem, evite o mal.

Não fique indiferente
Ao sofrimento de alguém
Nunca despreze ninguém
Para não ser desleal
Tenha com Deus compromisso
Coloque a vida a serviço
Faça o bem, evite o mal.

Dê apoio ao oprimido
Defenda o injustiçado
Ajude ao desprezado
De maneira cordial
Do "sem voz" seja a defesa
Demonstre ter gentileza
Faça o bem, evite o mal.

Faça favor aos outros
Faça ação de caridade
Faça gestos de bondade
Faça só o que é legal
Faça passar uma dor
Faça crescer o amor
Faça o bem, evite o mal.

Autor: Zé Bezerra

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

SEM ALGUÉM (Soneto)

Sem alguém que escute as queixas da gente
Compartilhando das ansiedades
O coração fica atrás das grades
Só dando batidas compulsivamente.

A dor da saudade vem diariamente
Maltratar o peito e a tristeza invade
Aumenta a carência de afetividade
Já que a solidão não tem quem aguente.

Estar só é pensar que em cada horário
O caminho de quem vive solitário
É um barco que não tem mais diretriz.

Sem alguém como trilhar esse caminho
Falta a coragem pra caminhar sozinho
Com alguém a vida pode ser  feliz.

Autor: Zé Bezerra

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

QUEM AMA NÃO DISCRIMINA
















Quem gosta muito do outro
Seja perto ou na distância
Ama em qualquer circunstância
Com chuva grossa ou neblina
Tem senso compreensivo
Para amar sobra motivo
Quem ama não discrimina.

Esse sentimento forte
Quando é manifestado
A quem está sendo amado
A empatia domina
E há reciprocidade
À luz da fraternidade
Quem ama não discrimina.

Amar é ser tolerante
É ter mais que amizade
Sentir a alteridade
Entrando em sua rotina
É zelar e proteger
Apoiar e defender
Quem ama não discrimina.

É sempre estender a mão
Para quem está caído
Acolher o excluído
Desprezado numa esquina
Abandonado ao relento
Banindo seu sofrimento
Quem ama não discrimina.

Quem ama se preocupa
Quem ama está por perto
Quem ama faz o que é certo
Quem ama não é sovina
Quem ama cuida e perdoa
Quem ama Deus abençoa
Quem ama não discrimina.

Autor: Zé Bezerra