quinta-feira, 14 de outubro de 2010

PROFESSOR NINGUÉM QUER SER.



Uma profissão que está
Sendo desacreditada
Tão bem vista no passado
Hoje pouco respeitada
Trata-se do professor
Ao qual poucos dão valor
Ele assim a decrescer
Quase não tem cotação
Na busca de profissão
PROFESSOR NINGUÉM QUER SER.

Por não possuir status
Esse profissional
É visto pelos alunos
Como pessoa banal
Um trabalhador vulgar
Assim pra se projetar
Crescer e se promover
Pouquíssimas chances tem
E por nunca ganhar bem
PROFESSOR NINGUÉM QUER SER.

O capitalismo faz
O povo ser mercenário
Os jovens buscam emprego
De olho num bom salário
Mas ganho compensador
Para quem é professor
Nunca vai acontecer
E essa realidade
Confirma que na verdade
PROFESSOR NINGUÉM QUER SER.

É provável no futuro
Ficar muito complicado
Com falta de professores
No Município e Estado
Cria-se um problema sério
Se as funções do magistério
Ninguém quiser exercer
Será o contraditório
Por ter salário irrisório
PROFESSOR NINGUÉM QUER SER.

Uns querem ser engenheiros
Arquitetos, psicólogos
Farmacêuticos, enfermeiros
Contadores, odontólogos
Médicos e advogados
Jornalistas, magistrados
Outros só querem fazer
Concursos para auditores
Juízes e promotores
PROFESSOR NINGUÉM QUER SER.

Autor: Zé Bezerra

Um comentário:

helena bezerra de araujo disse...

Esta é uma pura realidade,mas nos preocupa pensar no futuro das ciranças pobres, pois quem tem condições procuram se educar em escolas particulares,Mas quando o mercado ficar totalmente carente os governantes com certeza vão dar um novo rumo para a educação podes ter certeza.