sábado, 30 de outubro de 2010

PARABÉNS FUNCIONÁRIOS

O funcionário público
Tem no calendário um dia
Para comemoração
Com festa e com alegria.

Pelo que ele representa
Pelo serviço prestado
É que tem pleno direito
De ser homenageado.

Os servidores compõem
Diversas categorias
Nos serviços que o povo
Precisa todos os dias.

Na obrigação diária
De dar seus expedientes
Vão atendendo às demandas
Das formas mais diferentes.

Bom profissionalismo
Deve ter pra servir bem
Por outro lado é preciso
Organizar-se também.

As classes organizadas
Têm importantes conceitos
Estão mais credenciadas
A lutar por seus direitos.

Cada um funcionário
Tem o dever cidadão
De estar fazendo parte
De uma associação.

Parabéns funcionários
Públicos do nosso país
Deus aponte para todos
Uma boa diretriz
Que cada um possa ter
Plena chance de viver
Trabalhar e ser feliz.

Autor: Zé Bezerra

3 comentários:

jataovaqueiro disse...

TEM NO MEU SERTÃO.
Sela véia rasgada
Caçuar de farinha
Um véi fumando cachimbo
E um terreiro de galinha.

Rede empendurada no torno
Dois potes num tripé
Uma quartinha com água
Na casa de táipa de seu Zé.

Budega de seu Manel
Um rolo de fumo no balcão
Uma lata de querozene
E dois quilos de chambão.

Feijão com tocim dentro
Tripa de porco assada
Na cozinha da fazenda
É almoço da peãosada.

Vaqueiro vei mentindo
Na purteira do curral
A vaqueirama escutando
As mentiras de seu niculau.

Cavalo bem arreado
Chapéu de couro e gibão
Novilha gorda embolada
Boi mandingueiro e barbatão.

Tamborete de couro crú
Pra negada se sentar
Um banco de madeira
Também há nesse lugar.

Menino muinto travesso
Montado num jumento
Um véi mascando fumo
Numa festa de casamento.

As muiés comendo tapioca
Com uma chicra de café
Mordendo rapadura
E tomando água num coité.

Na fazenda carcará
Os cabras come buxada
Terra de dona Maria
Tem também castanha assada.

Tem forró e vaquejada
Gande festa de apartação
Nas barracas tira-gosto
Cerveja, cachaça e limão.

Um bebo bolando no chão
Sem poder ficar de pé
De tanto aguardente que bebeu
Junto mais cumpade Zé.

EITA MEU SERTÃO.
(jADSON DA FONSECA)__JATÃO__

jataovaqueiro disse...

Seu Zé Bezerra é com grande carinho que acompanho esse blog, pois nele me inspiro e cada vêz mais conduzo meu programa de rádio muinto melhor. Tenho um programa de rádio em uma emissora local na qual retrato a vida do vaqueiro e do homem do campo. Nele também gosto de criar rimas e repentes como esse que mandei no comentário 01. Gostaria que lesse com carinho.
Além disso leio muinto os seus repentes. Um abraço, fica com Deus.

jataovaqueiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.