segunda-feira, 2 de novembro de 2009

SER SANTO NA TERRA

Ser santo é ser venerável
É possuir divindade
É ter morada no céu
Com Deus ter intimidade
É ser ícone sagrado
Para toda a humanidade.

Por Deus o santo é eleito
Em escolha especial
Com todo o merecimento
De uma vida filial
Para tornar-se um vassalo
Da corte celestial.

Mais que antes, hoje o mundo
Tem tanta adversidade
Respira-se o ar impuro
Da maldosa humanidade
Mesmo assim há muita gente
Que vive em santidade.

É a santidade humana
Daquele que tem pecado
Mas com o plano de Deus
Está bem sintonizado
Vivendo o amor fraterno
Comendo o pão partilhado.

É santidade de quem
Trata o outro como irmão
Quer sempre fazer o bem
Em qualquer ocasião
Vivendo a vida pautada
No amor, na doação.

É cristão forte na fé
Que quer a Jesus amar
Que estuda sempre a Bíblia
Ajuda a evangelizar
E tem coração aberto
Para amar e perdoar.

É pessoa detentora
De responsabilidade
De caráter e compromisso
De singeleza e bondade
De bom senso e de respeito
E espírito de humildade.

É um jeito de ser santo
Que acerta e também erra
Luta por justiça e paz
Tentando evitar a guerra
Mesmo sendo um entre mil
Tem que ter esse perfil
Quem quer ser santo na terra.

Autor: Zé Bezerra

Um comentário:

helena bezerra de araujo disse...

Ah! Como você è um poeta inspirado em tudo que se dedica a fazer.Eu nunca tinha pensado nesta ipòtese de santo na terra.