sexta-feira, 2 de abril de 2021

ABRAÇOS NÃO DADOS

Senti forte desejo de abraçar alguém

Foi mais que envolvente essa sensação

Fiquei tão inseguro do jeito de quem

Não encontra firmeza pra pisar no chão.


Nessa crise de afeto sinto o coração

Chegando a bater cento e oitenta por cem

Só encontro um remédio que baixe a pressão

É se um abraço grande eu der em meu bem.


Mas pelas restrições abraçar não posso

A Covid veio barrar o desejo nosso

É bem frustrante ter planos desmanchados.


Uma força maior deixa-me esperando

Pra não sofrer mais nem fico pensando 

Nas desilusões dos ABRAÇOS NÃO DADOS.


Autor: Zé Bezerra


 

Nenhum comentário: