sábado, 18 de setembro de 2010

COMPRAR VOTO É CRIME



É comércio ilegal, abominável
Um abuso para a democracia
Isso é mais que absurdo hoje em dia
É um ato insano, imperdoável
Desleal, descabido, deplorável
Faz vergonha, isso ainda acontecer
Essa clandestinagem era pra ser
Excluída dos meios sociais
COMPRAR VOTO É UM CRIME QUE SÓ FAZ
LEVAR MUITOS CORRUPTOS AO PODER.

É corrupto e safado o candidato
Que se presta a fazer o tal negócio
Desse crime o eleitor é sócio
Corrompendo-se ao praticar o ato
Passa a ser vulnerável e barato
Porque a consciência quis vender
Ajudando a uma máfia promover
Indivíduos ladrões e imorais
COMPRAR VOTO É UM CRIME QUE SÓ FAZ
LEVAR MUITOS CORRUPTOS AO PODER.

Todo ano em campanha de eleição
Essa prática abusiva é repetida
Candidato de forma descabida
Compra voto até a prestação
Isso aí é a pré- corrupção
Que bem articulada vai crescer
E se o salafrário se eleger
Vê-se a roubalheira aumentar mais
COMPRAR VOTO É UM CRIME QUE SÓ FAZ
LEVAR MUITOS POLÍTICOS AO PODER.

Candidato sem ética e sem moral
Sai atrás de eleitor que o voto vende
Esse é ignorante e não entende
Que se trata de crime eleitoral
O que vende, o que compra, é tudo igual
Ambos fazem o pior acontecer
Punição é difícil de haver
É por isso que os casos são banais
COMPRAR VOTO É UM CRIME QUE SÓ FAZ
LEVAR MUITOS CORRUPTOS AO PODER.

Eleitor seja esperto e mais prudente
Não dê chance a político trapaceiro
Que insiste em oferecer dinheiro
Corrompendo intencionalmente
Veja como afastar-se dessa gente
Não permita o delito ocorrer
Se você evitar se corromper
Os larápios não se elegem mais
COMPRAR VOTO É UM CRIME QUE SÓ FAZ
LEVAR MUITOS CORRUPTOS AO PODER.

Autor: Zé Bezerra
OBS: Este mote é da autoria do Sr. Antônio Abel Brasil, residente no Sítio Várzea do Barro - Umarizal/RN.

Um comentário:

helena bezerra de araujo disse...

POR MAIS QUE SEJA DEBATIDO ESTE CIRME JÀ MAIS DEIXARÀ DE ACONTECER.
OS CURRAIS SÃO VENDIDOS ANTES DOS INDIVIDUAIS E OS LOBOS SEMPRE USANDO PELES DE CORDEIROS.
MESMO NO SÈCULO 21 O POVO NÃO EVOLUI A MENTE SEMPRE SEMPRE ALIENADO.