sábado, 13 de março de 2010

FAGULHAS DE POESIA



O poeta é do tempo
Um permanente vigia
A inspiração é fogo
Quando ele sonha e cria
Com a mente faiscando
FAGULHAS DE POESIA.

2 comentários:

novanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
novanes disse...

Sinto-me feliz em acompanhar através dos blogs de nossa terrinha (Patu) o lançamento da obra -prima do meu conterrâneo José Bezerra- "Fagulhas de Poesia", pena nâo ter comparecido para aplaudir de perto a belíssima escrita de seus pensamentos.Desejo que continue escrevendo em poemas suas críticas tâo bem elaboradas.Desejo adiquirir a obra ,como faço?Abraços saudoso.