terça-feira, 11 de dezembro de 2012

UMA TRAJETÓRIA ESTUDANTIL...


IRAN desde os seus dias infantis
Aos estudos é muito dedicado
Frequentando a escola com prazer
Sempre estando atento e motivado
E bem antes dos sete de idade
Encontrava-se alfabetizado.

Nos ensinos fundamental e médio
Foi brilhante ali sua passagem
De gestão escolar ganhou comenda
Em reconhecimento e homenagem
Por ser um estudante nota dez
Em conduta e em aprendizagem.

Concluindo essa fase de estudos
Ingressava na universidade
Passa a ser um bolsista numa escola
Dividindo a responsabilidade
Estudando e ensinando matemática
Isso tudo com muita habilidade.

Graduado, estuda pra concursos
Logo cedo em um é aprovado
Muito jovem ingressa nas fileiras
Dos servidores públicos do Estado
Exercendo a função de ASG
Numa escola onde havia estudado.

Preparando-se para mais concursos
Submete-se a outros na sequência
E mais tarde, em mais dois é aprovado
Pelo mérito de sua inteligência
Para o Judiciário do Estado
E INSS, a Previdência.

Obtém boa classificação
Outra expectativa inicia
Convocado é pela Previdência
Larga a escola e se manda todo dia
Vai vivenciar nova experiência
Trabalhar na cidade Alexandria.

Ele ali passa logo a defrontar-se
Com trabalho corrido e sufocante
Tinha que acordar-se muito cedo
Já que essa cidade era distante
E a tarefa de atender ao público
Era muito exaustiva e estressante.

Mas em menos de um ano libertou-se
Quando foi pra Justiça convocado
Para o cargo de técnico judiciário
Ao fórum da comarca encaminhado
Marcelino Vieira era a cidade
Também no alto oeste do Estado.

Gerencia o seu tempo e pode ver
Que não deve parar de estudar
E na sede da UERN em Mossoró
Uma “pós” já começa a pleitear
É na computação e informática
Que especialista quer ficar.

Esse curso durava mais de um ano
Sendo presencial até o fim
Nos finais de semana eram as aulas
Era mais oportuno sendo assim
Enfrentando batalha nos estudos
Para ele não tinha tempo ruim.

Sexta à noite e o sábado em Mossoró
Estudava essa pós-graduação
Após todo o cansaço da semana
Seguiu firme até a conclusão
Mas o seu grande sonho ainda estava
Bem distante da realização.

Perseguindo esse sonho foi avante
Com coragem e determinação
O empenho e a força de vontade
Reforçaram a sua decisão
Para cursar Direito e definir
O futuro da sua profissão.

Essa marca da obstinação
Deu impulso à sua caminhada
Mais vigor para o grande desafio
Impelindo as passadas na estrada
Numa marcha constante até chegar
Ao alcance da meta desejada.

A tarefa foi desafiadora
A palavra de ordem era ousadia
Ter desânimo estava proibido
Descomprometimento não havia
Em quem muito aspirava conseguir
Graduar-se em advocacia.

Com um vestibular sem ter sucesso
Não o fez abrir mão da persistência
Ao tentar novamente passa em dois
Um em Sousa e UERN na sequência
Não deseja optar por Mossoró
À UFCG dá preferência.

Trabalhando em dois expedientes
De segunda até a sexta-feira
À tardinha seguindo para Sousa
No momento, a distância era a barreira
Para quem a batalha iniciava
Indo lá de Marcelino Vieira.

Transferiu-se enfim pra Pau dos Ferros
Isso era o que ele mais queria
Que a viagem ficava mais direta
Para ir até Sousa todo dia
Com mais outros colegas numa van
Cem quilômetros cortando a rodovia.

Vinte e duas e trinta regressava
Para a perseverança dando espaço
Após um longo dia de trabalho
E assistir cinco aulas passo a passo
Só chegava em casa a meia noite
Abatido de sono e cansaço.

Cinco anos e meio nesse ritmo
Pra chegar ao final da trajetória
Deus lhe deu força e luz pra construir
Esse ímpar capítulo em sua história
E agora está gratificado
Pela grande conquista da vitória.

Foi a meta alcançada com sucesso
Pelas bênçãos e graças do Senhor
Manifesta-se a Deus com alegria
O agradecimento e o louvor
A brilhante carreira nos estudos
É incomensurável seu valor
Por tornar esse jovem destemido
Das batalhas da vida um vencedor.

Autor: Zé Bezerra

2 comentários:

Jailton Fernandes disse...

Não poderia deixar de parabenizar o nobre Iran Almeida, do qual já fui aluno, por mais essa vitória alcançada. Exemplos como o dele devem ser sempre lembrados e referenciados aos nossos jovens, sobretudo os mais humildes, que costumam se colocar em posição de inferioridade frente aos estudantes dos grandes centros urbanos. Estudante de escola pública, foi um desbravador patuense no que se refere a seleções públicas, aprovado - além dos vestibulares de Matemática, Contábeis e Direito - em certames estaduais e federais. Sempre gentil no trato, inspirou e orientou uma geração de jovens patuenses. Até hoje lembro e utilizo muitas de suas dicas sobre estudo e resolução de provas.

É sempre gratificante ver mais um conterrâneo vencendo por meio do esforço, da dedicação e da perseverança. Que seu exemplo continue inspirando os jovens de nossa cidade a buscar na educação o meio transformar sua realidade social, cultural, econômica e financeira.

Forte abraço
Jailton Fernandes
Servidor Público Federal

Helena Bezerra disse...

O potencial de Iran, é muito raro,nem todo jovem, tem este privilégio. Reconheço que tudo isso se completa pelo o interesse, a luta etc,Mas é preciso se desencadear um conjunto de coisas mas isso só se desenvolve com Deus agindo na vida da pessoa. Então foi isso que aconteceu e acontece com Iran. Parabéns meu filho! Você é o nosso orgulho.