quarta-feira, 20 de abril de 2011

SEM RESPOSTAS



















Nós humanos despontamos
Para o mundo e para a vida
Depois da missão cumprida
Com certeza morreremos
É a imutável norma
Mas não sabemos a forma
Como ressuscitaremos.

A morte é porta de entrada
Pra vida espiritual
Passaporte principal
À celestial cidade
Se o corpo não mais temos
De que jeito é que seremos
Vivendo a eternidade?

A matéria terá fim
A terra a consumirá
O espírito subirá
Outra vida prevalece
Não se sabe o conteúdo
Como vai ser isso tudo
Misterioso parece.

Será que encontraremos
Os que nos antecederam?
Será que permaneceram
No espírito, o mesmo ser
O mesmo jeito e a voz?
Essas questões para nós
Ninguém sabe esclarecer.

Diz Jesus no Evangelho
Que os bons são abençoados
E os maus, amaldiçoados
Em sentença permanente
Mas não fala o Soberano
Sobre esse quotidiano
Que será eternamente.

Para as dúvidas levantadas
Há sempre interrogação
Lá na outra dimensão
Como tudo ocorrerá
Às ovelhas acolhidas?
Como serão nossas vidas
No outro lado de lá?

No entanto, a fé nos dá
A maior convicção
De crer na resurreição
Se com Jesus foi assim
Conosco também vai ser
Todos morrem pra viver
A vida que não tem fim.

Autor: Zé Bezerra

Um comentário:

André Alexandre disse...

Olá, eu seu muito fã de suas postagens, estou sempre acompanhando o Blog e ja virei seu seguidor e inclusive o recomendo a meus leitores, gostaria que se possivel você tambem se tornasse seguidor do meu Blog, meu link é: www.muralderiachodacruz.blogspot.com

desde ja ficam os nossos sinceros votos de agradecimento.