quarta-feira, 25 de agosto de 2010

UM SIM A NÃO VIOLÊNCIA

A não violência foi
Lema por Gandi adotado
Mas o contraste foi ele
Ter morrido assassinado
Essa prática desumana
Abominável, insana
De nefasta consequência
Poderá diminuir
Quando o mundo garantir
UM SIM A NÃO VIOLÊNCIA.

As lutas em prol da paz
Estão sempre em crescimento
E o mundo cada vez mais
Vai ficando violento
É uma intranquilidade
Essa desumanidade
Que provoca turbulência
Isso pode até mudar
Quando o mundo puder dar
UM SIM A NÃO VIOLÊNCIA.

Milhões de indivíduos agem
Como feras assassinas
Diariamente acontecem
Assassinatos, chacinas
Os bandidos desacatam
Assaltam, sequestram, matam
Com a maior truculência
Mal que se combateria
Se o mundo desse um dia
UM SIM A NÃO VIOLÊNCIA.

Violência nas famílias
Há em qualquer região
Marido mata mulher
Irmão martiriza irmão
Filho que assassina pai
Pai estupra filha e sai
Sem pensar na consequência
Desse ato tão brutal
Somente aplaca esse mal
UM SIM A NÃO VIOLÊNCIA.

A violência do trânsito
Assustadora e voraz
Comparada com as guerras
Ela mata muito mais
Traficantes, latrocidas
Destruidores de vidas
Sem respeito, sem clemência
Mal que será debelado
Quando o mundo tiver dado
UM SIM A NÃO VIOLÊNCIA.

Não ao mal e sim ao bem
Não vingança, sim perdão
Não à guerra, sim à paz
Não à fome, sim ao pão
Não ao ócio, sim à lida
Não à morte, sim à vida
Não briga, sim paciência
Não espinho, sim à flor
Não ódio, sim ao amor
SIM PARA A NÃO VIOLÊNCIA.

Autor: Zé Bezerra

Um comentário:

jataovaqueiro disse...

Grande poeta Zé Bezerra. É com alegria e apreço que venho parabeniza-lo pelos versos aqui citados, foi uma grande virtude de sua parte criar esta obra em um momento de dor e tristeza que passa essas duas familias de Patu. Aqui quem vos fala é o (Jadson da fonseca) como eu era conhecido na minha querida Patu e hoje residindo em Umarizal. Quero lembrar ainda que sou seguidor do seu blog com o codnome de (jataovaqueiro). Um abraço forte ao senhor Zé Bezerra e a todos de Patu. Deixo ainda a minha solidariedade as familias de Agildo Suassuna e Maelde pelo episódio ocorrido pois ambos eram meus amigos pessoais.