domingo, 4 de julho de 2010

O HEXA EM CASA ?


Foto: combinação de imagens extraídas do "Google Imagens"

Brasil chegou às Quartas
Grande passo estava dando
Quase duzentos milhões
De pessoas aguardando
Uma brilhante vitória
Para festejar com glória
Mas o cerco se fechou
Ficaram as chances estreitas
Porque nas escolhas feitas
O Dunga não acertou.

Pensava-se que o Brasil
Tinha tudo pra vencer
Porque ganhou quatro vezes
Não poderia perder
Era o desejo da hora
Ver a Holanda ir embora
No primeiro tempo quando
Houve um gol tão necessário
Mas depois veio o contrário
Do que se estava esperando.

A Holanda empata o jogo
E faz depois a virada
Aí nossa seleção
Fica desorientada
Parecia até mentira
Mas quando a Holanda vira
Gera um mal estar ligeiro
E o jogo termina nisso
Como se fosse um feitiço
Em cima do feiticeiro.

É o Brasil quem se dana
E da África vem embora
Quem muito alegre vibrava
Agora lamenta e chora
Dunga com seus comandados
Cabisbaixos, arrasados
Só não voltaram sozinhos
Pois cumprindo a mesma sina
A afamada Argentina
Seguiu os mesmos caminhos.

Para dois mil e quatorze
O sonho está adiado
Por ser o anfitrião
Terá lugar reservado
Livre de eliminatórias
Só que a chance de vitórias
Ninguém sabe se aumenta
Seja uma Copa bendita
Que aqui jamais se repita
A tragédia de "Cinquenta".

A segunda Copa em casa
Deve ser bem aguardada
Outra vez a esperança
Do Hexa foi adiada
Para outros quatro anos
Formulemos novos planos
Para o grande objetivo
Assim quem viver verá
Que o Hexa aqui será
Mais significativo.

Autor: Zé Bezerra

Um comentário:

helena bezerra de araujo disse...

Li todas poesias postadas ultimamente,todas relacionadas ao futebol com exceção da poesia sobre São JOÃO.Você è um grande entendedor de jogos de futebol è diferente de mim que quase não entendo mas acompanhei os jogos daseleção brasileira queria muito que amesma ainda estivesse lutando pelo HEXA mas o treinador foi um grande contribuinte nesta derrota.